Beneficência propôs solução para leitos há meses

Há alguns meses a direção da Beneficência Portuguesa ofereceu à prefeitura pelotense uma possibilidade de ampliação do número de leitos de UTI para tratamento da covid, em uma área que, então em obras, acaba de ser concluída.

Na ocasião, prefeita Paula ficou de estudar o assunto.

Na live que fez na sexta-feira passada, Paula falou que deve anunciar em breve uma boa notícia no enfrentamento na covid.

“Não vou falar antes de ter total segurança”, disse.

Como neste momento Pelotas enfrenta a iminência do esgotamento de leitos de UTI para covid, a novidade que Paula cogitou anunciar poderá ser, talvez, o ok final para a proposta feita pela Beneficência meses atrás, quando a pandemia começou.

Se for, será uma solução que virá às pressas.

Para colocar a ala em operação, a prefeitura precisará então adquirir os equipamentos, um investimento que, uma vez feito, permanecerá na cidade.

Em entrevista ao Amigos, meses atrás, Paula disse ter em estoque equipamentos comprados para o Hospital de Campanha, que nunca chegou a funcionar. Mas são aparelhos para leitos de Enfermaria, menos sofisticados do que os requeridos por uma UTI de covid.

Na tarde desta terça-feira (4), Pelotas tinha 27 de seus 30 leitos para pacientes adultos de covid ocupados, 3 vagos apenas – 90% de ocupação.

No fim da noite, circulou nas redes sociais (sem confirmação oficial) que a capacidade teria esgotado, ao ponto de um paciente ter sido transferido para Bagé. Era tarde da noite quando o site procurou confirmação com fontes da prefeitura, talvez pela hora não houve retorno.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.