Coronavírus: onde buscar atendimento quando tiver sintomas de gripe

As constantes variações de temperatura em Pelotas acabam debilitando o sistema imunológico. Com isso, aparecem as síndromes gripais. Em tempos de pandemia, todo sintoma preocupa, fazendo com que a população busque atendimento médico nas unidades de saúde do município. 

Para atender essa demanda, desde fevereiro a Secretaria de Saúde vem adotando e alterando estratégias de enfrentamento à doença para absorver esse fluxo e evitar a contaminação cruzada entre possíveis infectados pelo coronavírus e pessoas com outros problemas de saúde.

O primeiro passo foi isolar o Pronto Socorro Municipal, para que infectados não tivessem contato com o local, não comprometendo o atendimento para outras demandas. Em frente ao prédio, há uma barraca para triagem e orientação daqueles que buscam atendimento para a Covid-19.

Além disso, em abril, entrou em operação o Centro Covid, na avenida Bento Gonçalves, 4.589, local de referência no atendimento às síndromes gripais, para crianças. Com o objetivo de ser referência no atendimento à Covid-19, a Secretaria de Saúde diz que “vem tentando, desde a inauguração, contratar equipes de saúde, em falta no município, para abrir os leitos destinados a adultos no local”.

Buscando um melhor atendimento e o controle da doença na cidade, atualmente, as unidades de saúde estão dispostas para cada tipo de sintoma gripal.

Confira onde buscar ajuda em cada situação:

Em Casa

Hoje, através do Teleconsulta e da Dra. Vida, a população pelotense pode ter um atendimento de qualidade pelo telefone ou pela internet. As duas plataformas, que juntas já atenderam mais de 6,6 mil pessoas, permitem que o paciente tire suas dúvidas e seja orientado, se necessário, a buscar a unidade de saúde ideal para o atendimento que necessita. 

O Teleconsulta é um serviço disponível nos sete dias da semana, em que o paciente liga para o 0800 6485 319 e é atendido por profissionais da saúde – afastados das suas atividades presenciais por conta da pandemia, cedidos pela SMS, UFPel e UCPel. O atendimento ocorre das 8h às 18h e é uma parceria entre o Executivo, as universidades, Coinpel e a startup Indeorum. 

Já a Dra. Vida pode ser acessada pelo hotsite, na aba Atendimento Online, que permite ao robô virtual, via formulário, melhor encaminhar o paciente para a unidade de saúde adequada. Desde maio, a Dra. Vida está interligada ao Teleconsulta, então, em caso do robô identificar alto potencial de contaminação pelo coronavírus do paciente, este deve disponibilizar um telefone para contato para que um profissional de saúde possa entrar em contato através da plataforma telefônica. 

Ambos os serviços são recomendados em caso de coriza acompanhada ou não de febre. Nestes casos, a SMS indica que a pessoa permaneça em casa por 14 dias e, se necessário atestado médico para afastamento, procure a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima no turno da manhã.

Sintomas gripais leves

Se a pessoa apresenta coriza com febre e tosse, deve procurar uma UBS apenas no turno da manhã. A separação de turnos visa reduzir o risco de contaminação cruzada entre pacientes não infectados e infectados. Em todas as unidades, tendas de triagem foram instaladas para evitar aglomeração e espera na recepção, onde há a orientação ao paciente independente do turno. 

As atividades de rotina das UBSs, como vacinas, receitas, pré-natal e outros sintomas agudos não gripais seguem normalmente no turno da tarde, após a desinfecção do local. Celulares foram disponibilizados às equipes para que elas possam fazer, a distância, o acompanhamento dos pacientes crônicos e orientá-los com relação aos cuidados com o coronavírus e dos pacientes em internação domiciliar.

Em caso de gestante com sintomas gripais, todas devem realizar teste para Covid-19. Elas deverão ter seus procedimentos eletivos adiados em 14 dias e reagendados em tempo hábil, de modo que não haja prejuízo ao andamento do pré-natal. Se o atendimento for necessário, deve ocorrer em local isolado. 

Sintomas gripais moderados e graves

Quando houver a presença de coriza, febre, tosse e falta de ar, o paciente deve procurar, o quanto antes, atendimento médico. Se for adulto, ele deve se direcionar para a UPA Areal, referência em atendimento para maiores de 12 anos completos. Já para pacientes de até 11 anos e 11 meses devem ser levados para o Centro Covid. Ambos os serviços são 24h.

Se o paciente estiver em casa e apresentar sinais de gravidade, ele ou acompanhante deve realizar contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para encaminhamento ao serviço de urgência.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.