Chuva ajudou RS a melhorar índice de isolamento social, diz governo

Do Palácio Piratini: A instabilidade do tempo é um dos fatores que influenciam o comportamento da população. Períodos nos quais a chuva registra precipitação média acima de 10 mm, como ocorreu em alguns dias da semana passada, cresce a média de quem evita aglomerações ou sair de casa sem necessidade, se assemelhando aos finais de semana.

É o que mostra o mais recente estudo do índice de isolamento social, divulgado nesta segunda-feira (17/8) pelo Comitê de Dados do governo do Estado no enfrentamento à Covid-19. No último período de sete dias do monitoramento, o índice ficou em 40,1%.

O resultado medido entre os domingos 9 e 16 de agosto recoloca o Rio Grande do Sul entre os Estados melhores posicionados no ranking nacional, agora no quarto lugar geral e acima da média do país, que segue estabilizada na faixa dos 38%.

Na semana anterior, marcada pela reabertura das atividades do comercio não essencial, o RS havia despencado para 13ª posição do país, com 38,6% de índice de isolamento, o menor desde o mês de março. Para auxiliar no combate ao contágio pelo novo coronavírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda distanciamento mínimo de 50%.

O comportamento dos gaúchos segue à frente dos Estados vizinhos. Santa Catarina (38,3%) e Paraná (38%) se mantêm próximos da média nacional e na segunda metade da tabela. O RS fica atrás apenas de Acre (42%), Piauí (41,4%) e Ceará (40%).

Isolamento nas regiões

A região Covid de Pelotas segue apresentando os maiores indicadores em termos de isolamento social. Na última semana, a média na região ficou em 48,4%, quase sete pontos percentuais acima do monitoramento anterior. Com medidas mais rígidas adotadas por algumas cidades, inclusive decretando lockdown, a área de Pelotas chegou a emplacar média de 56,4% nos finais de semana.

As demais regiões que lideram o ranking estadual são, pela ordem, a de Porto Alegre (41,4%), Capão da Canoa (40,4%) e Uruguaiana (39,8%).

As regiões de Bagé (35,4%), Lajeado (35,5%), Caxias do Sul (36,1%) e Santa Cruz do Sul (36,1%) estão entre as com os menores índices de isolamento social.

O levantamento a partir do monitoramento de aplicativos em celulares, com base em dados disponibilizados pela empresa InLoco, confirma um comportamento diferente dos gaúchos em fins de semana, quando o índice de isolamento, na última coleta, ficou 44,4%. Nos dias úteis o percentual de quem evitou se aglomerar ficou em 38,4%.

O estudo passou a ser apresentado aos integrantes do Gabinete de Crise do governo do Estado nas reuniões das segundas-feiras, quando são analisados os recursos de prefeituras e associações de municípios à versão preliminar do mapa do Distanciamento Controlado que passa vigorar no dia seguinte.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.