Contratação de empresa para eleição na UFPel é questionada

Além de golpes baixos na disputa pela eleição de reitor, a UFPel enfrenta um novo problema.

A Junta de Consulta Informal (Junta Eleitoral) praticamente toda se retirou do processo da eleição da UFPel.

Motivo: segundo membros da Junta, a Comissão de Consulta Informal (Comissão Eleitoral), outro grupo, contratou uma empresa externa para realizar a eleição online, sem experiência no processo. Além disso, os votantes teriam de enviar dados pessoais para essa empresa, para poderem votar, o que consideram um absurdo.

Alegam os membros da Junta Eleitoral que, em reunião com a Comissão Eleitoral, ficou acertada a participação da Junta na escolha da empresa. Mas que a contratação acabou ocorreu à revelia desta, sem que pudesse participar da escolha e da discussão do método de votação.

Segundo informação dos membros da Junta Eleitoral, a empresa teria sido fundada em março de 2020, não tem experiência em votação do tamanho da requerida na UFPel, e mandou endereço que não batia com endereço do CNPJ.

Junta de Consulta Informal para escolha de reitor da UFPel presta esclarecimentos

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.