Roger Ney: “Ela (vice-presidente do PP) vai ter que provar compra de votos”

O presidente do PP Pelotas, Roger Ney, avisou neste sábado (5) que vai ingressar com uma ação judicial contra a vice-presidente Beth Marques Dias, por conta de acusações de irregularidades.

Em recurso apresentado à Direção Estadual do partido, Beth e outros três membros do PP alegam que houve compra de votos a favor de Ney durante a convenção da sigla que resultou na vitória deste sobre Fetter Jr.

Por 27 votos a 21, a maioria dos convencionais do PP deu vitória à proposta de Ney como vice na chapa da tucana Paula Mascarenhas contra a proposta de candidatura própria a prefeito com Adolfo Fetter Jr.

Na reunião deste sábado, Ney refutou as alegações do recurso e as classificou como “tentativa de golpe”. Disse que Beth terá de provar que houve compra de votos.

O advogado de Beth, Pedro Piegas, diz que ela tem provas e que constam do recurso encaminhado à direção estadual do PP.

O PP Estadual vai julgar o recurso na próxima quarta-feira (8).

PP GAÚCHO DECIDE NA QUARTA DESTINO NA ELEIÇÃO PELOTENSE

Em recurso, progressistas apontam irregularidades na convenção do PP em Pelotas
 

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.