Infecção aumenta entre idosos aposentados

Profissionais da Saúde seguem como grupo mais atingido pela Covid-19 em Pelotas. Casos aumentam entre aposentados

A atualização do perfil dos infectados por coronavírus em Pelotas, divulgada nesta terça-feira (22), pelo Observatório de Segurança Pública, aponta novamente os profissionais da Saúde como o grupo mais afetado pela Covid-19 no Município, com 625 confirmações da doença (17,81% do total de casos).

Os aposentados registraram alta nas notificações e, hoje, são a segunda categoria mais impactada pelo vírus, com 491 pessoas (13,99% dos casos). Os comerciários e atendentes ocupam o terceiro lugar no levantamento, e somam 433 positivos (12,34% do total).

O estudo é feito com base nos 3.510 casos confirmados pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde (SMS) até o dia 17 de setembro.

Na comparação com o levantamento da última semana, divulgado no dia 15 de setembro, é possível observar uma alta da Covid-19 entre os aposentados, que passaram do terceiro para o segundo perfil com maior número de confirmados, superando os profissionais do comércio.

A diferença entre os dois grupos que, na semana passada, era de apenas um caso, salta agora para 58. Entre os aposentados, houve 100 novas confirmações, enquanto que, entre os comerciários, foram registradas 41 contaminações a mais.

Confira as categorias mais infectadas

De acordo com o levantamento do Observatório de Segurança Pública, as categorias profissionais que mais registraram casos de coronavírus em Pelotas são:

·         Profissionais da Saúde: 625 casos (17,81%)

·         Aposentados: 491 casos (13,99%)

·         Comerciários/atendentes: 433 casos (12,34%)

·         Estudantes: 263 casos (7,49%)

·         Do lar: 202 casos (5,75%)

·         Construção Civil: 130 casos (3,70%)

·         Profissionais do transporte: 106 casos (3,02%)

·         Administradores/empresários: 93 casos (2,65%)

·         Profissionais da segurança: 93 casos (2,65%)

·         Profissionais da indústria: 88 casos (2,51%)

·         Prestadores de serviços: 80 casos (2,28%)

·         Desempregados: 77 casos (2,19%)

·         Profissionais da educação: 77 casos (2,19%)

·         Autônomos: 72 casos (2,05%)

·         Servidores públicos: 71 casos (2,02%)

·         Profissionais do ramo alimentício: 53 casos (1,51%)

·         Crianças sem idade escolar: 50 casos (1,42%)

Do total de confirmados, 168 pessoas (4,79%) não informaram sua ocupação à Vigilância Epidemiológica.

Menos afetadas

As categorias de profissional da comunicação, profissional portuário, mecânico, músico, profissional da tecnologia, costureira, pesquisador, biólogo, pescador, economista e líder religioso são as menos afetadas pelo coronavírus em Pelotas. Juntas, somam 58 casos da doença, o que representa 1,67% do total de confirmados.

Perfil profissional dos óbitos

A análise do Observatório de Segurança Pública mostrou que, entre os 113 óbitos causados pela Covid-19 em Pelotas, confirmados até o dia 17 de setembro, 73% são de aposentados, com cerca de 82 mortes. O grupo, nesse quesito, é o mais impactado, seguido, em segundo lugar, pelos prestadores de serviço, que representam 5% das mortes pela doença. Autônomos, comerciários e do lar dividem o terceiro lugar no levantamento, cada um com 3% do total de óbitos.

1 thought on “Infecção aumenta entre idosos aposentados

  1. Não é de espantar o resultado deste estudo do aumento de infectados no grupo dos aposentados, sendo na maioria pessoas do grupo de risco deveriam terem tomado maiores cuidados e sobretudo aceitarem o resguardo mais enérgico o que não foi o que vimos, os idosos no calçadão aglomerados, sem máscara. Então aí está o resultado, embora existam aqueles adeptos do nosso presidente em teimarem na não existência da pandemia.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.