Vírus sobrevive na cédula de dinheiro e no celular por 28 dias

Pesquisadores da agência nacional de ciências da Austrália descobriram que o vírus da Covid-19 pode sobreviver por até 28 dias em várias superfícies comuns, como cédulas de dinheiro, aço inoxidável e o vidro encontrado nas telas de celular.

O estudo foi publicado no Virology Journal na última quarta-feira (7), com o título The effect of temperature on persistence of SARS-CoV-2 on common surfaces (“Efeito da temperatura na persistência do SARS-CoV-2 em superfícies comuns”).

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.