UMA OPORTUNIDADE PARA AGIR, INTERAGIR, DESENVOLVER

Neiff Satte Alam *

UM CAMINHO – Integração das Gestões de diferentes Municípios de uma mesma Região !

UMA VONTADE – O Futuro exige coragem dos Gestores do amanhã!

UM TEMPO – Agora!

Já me referi, em um outro momento, a importância dos Planos de Governo e o obrigatório dever de cumpri-los em respeito ao eleitor, pois as cidades ficariam mais seguras em relação ao esperado crescimento/desenvolvimento, tão necessário na garantia de uma cidadania plena.

Mas não podemos perder a visão de conjunto de uma região com várias cidades, que têm, como parte deste conjunto, muitos problemas iguais, possíveis soluções para estes problemas também iguais. No todo, entretanto, há diferentes situações que determinam variações de cada uma destas partes/ municípios, dando-lhes identidade a ser conservada.

Entre estas partes há importantes áreas de conexão, chamadas “complexus”, que, mais do que distanciar, aproximam um Município dos outros, seja por área física ou identidade social/política/econômica.

Fica claro, então, a importância em adequar os Plano de Governo de cada uma destas partes ao todo, não por uma simples questão política, mas para que se estabeleça um Programa Regional, imediatamente após as eleições para Prefeito e Vereadores, de forma harmônica, onde as facilidades de uns contribuam para minimizar as dificuldades de outros.

Não me refiro a um acordo entre Entidades específicas, por exemplo, uma organização como a Associação Zona Sul, que inclusive pode ser ponto de partida, mas para muito mais além disto, uma verdadeira estrutura com Planejamento de desenvolvimento em todas as áreas e a partir da construção de uma Política Pública com efetiva participação de todos os habitantes da região, sem priorizar este ou aquele Município e sem comprometer as características e necessidades de desenvolvimento de cada um deles.

Esta visão de complexidade administrativa e de gestão não é nenhuma novidade, somente não é colocada em prática, pois ainda não nos apropriamos totalmente desta ideia em razão de uma necessária revolução na forma de pensar, mais do que isto, uma coragem em encarar o novo em detrimento das velhas políticas, que mais separam do que unem.

É óbvio que, se um Município se desenvolve, automaticamente favorece os vizinhos e, assim por diante, todos usufruem deste desenvolvimento, principalmente se priorizarmos o que de melhor tem cada parte deste conjunto.

Para tanto, faz-se necessária uma Câmara Técnica e Política, bem estruturada, apartidária, para ancorar estas tarefas de difícil, mas necessária execução.

Desenvolver é uma tarefa que exige trabalho, integração, desprendimento e respeito às diferenças político/partidárias/ideológicas, que ao final trarão conforto, bem estar e expectativa de futuro, sem abrir mão das características regionais, que, aliás, ficarão fortalecidas.

Este salto para um futuro diferente e melhor para uma grande região, exigirá coragem, iniciativa, respeito pelo outro e pelas suas diferenças, pois, uma vez eleitos, os Prefeitos terão que trabalhar em conjunto com os demais e adequar seus Planos de Governo, que, por este motivo, não deverão ter terminalidade, terem estudada flexibilização, uma vez que integrar é essencial, um passo importante para enfrentamento dos novos e difíceis tempos que se avizinham.

Neiff Satte Alam é professor Universitário Aposentado – UFPEL Biólogo e Especialista em Informática na Educação

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.