Teleconsulta altera horário de atendimento

Serviço remoto destinado ao atendimento da população durante a pandemia do novo coronavírus passa a operar de segunda à sexta-feira
A partir do dia 11 de novembro, a Central de Teleconsulta Covid-19, iniciativa coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), passa a realizar o atendimento a população de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. O serviço deixa de operar aos fins de semana devido ao retorno de alguns profissionais ao trabalho presencial e também à redução da procura pela telemedicina por parte dos pacientes. 
Segundo a enfermeira coordenadora da Central e chefe do setor de Contratos da SMS, Ângela Lima, muitos profissionais que estavam realizando o teleatendimento de pessoas com sintomas gripais estão retornando às atividades presenciais, principalmente aqueles que fazem parte das Universidades Federal e Católica de Pelotas – instituições que junto com a CoinPel são integrantes da parceria para o funcionamento da Central.
“As universidades estão retornando com as atividades de aulas presencial e EAD, portanto solicitaram que os profissionais retornem as suas atividades. Hoje, de 34 médicos estamos com 11”, explica Lima. Outro ponto que motivou a readequação dos dias e horários de funcionamento do serviço de telemedicina está relacionado à redução na procura pelo serviço durante os fins semana. “Antes atendíamos 30 pessoas por dia aos sábados e domingos, agora tem sido, em média, 17”.
O atendimento realizado por médicos, enfermeiros, educadores físicos, terapeutas ocupacionais e psicólogos está mantido pelo telefone 0800-6485. 
NúmerosNesses seis meses, desde que passou a funcionar até o dia três de novembro, a Central de Teleconsulta registrou 9.821 atendimentos, sendo que desse total 2.707 pacientes apresentaram necessidade de passarem por avaliação remota, ou seja, foram atendidos pelos profissionais de saúde. Neste período 71,2% dos pacientes eram mulheres e 28,8% homens.
De acordo com o registro feito pela própria Central, cerca de 500 pessoas foram orientadas a manter o isolamento domiciliar e, aproximadamente, outras 200 foram encaminhadas às UBSs. Do total de pacientes atendidos, 413 tiveram indicação para realizar o exame PCR para confirmar ou descartar a contaminação pelo coronavírus.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.