ON THE ROCKS É DIVERTIDO

Em Nova York, Laura (Rashida Jones) é mãe de duas filhas e uma escritora com bloqueio criativo que se reúne com o pai (Bill Murray) para investigar se o seu o marido (Marlon Wayans) a está traindo.

Dezessete anos após Encontros e Desencontros, a diretora e roteirista Sofia Coppola volta a trabalhar com Bill Murray, novamente em uma trama de perambulação a dois.

Atuando agora como coadjuvante, Murray vive um marchand endinheirado que alimenta ainda mais as suspeitas de sua filha de que o marido viciado em trabalho está tendo um caso.

Falando na produção de 2003, são inevitáveis as comparações com a sua produção mais recente, como nas relações entre o ator e suas companheiras de cena. Em On the Rocks, entretanto, os problemas que eles precisam lidar são tão banais que provocam no espectador uma sensação de vazio.  

O filme explora um estilo de vida de privilégios, afinal, o próprio título faz referência aos drinques que o pai pede quando leva a filha para almoçar ou jantar nos melhores bares e restaurantes de Manhattan. A cineasta não consegue impor um olhar curioso, dando a impressão de que o filme não tem muito a dizer, além de discursos sobre monogamia e casamento.  

No elenco, Rashida Jones vive uma protagonista mal construída e sem personalidade, vítima de um roteiro pouco inspirado, enquanto que Bill Murray rouba a cena, mesmo que entregando mais uma variação de si mesmo.

Ainda assim, a câmera de Coppola encontra delicadeza em momentos simples, com a trilha sonora da banda francesa Phoenix (destaque para “Identical”, usado como música de encerramento, junto aos créditos finais) combinando perfeitamente com o tom agridoce e descontraído.  

Charmoso, divertido e com boas atuações, On the Rocks é uma produção da Apple em parceria com a aclamada produtora A24 e foi lançado diretamente através da plataforma de streaming Apple TV+, responsável pela premiada série The Morning Show, o excelente documentário Beastie Boys Story e Greyhound: Na Mira do Inimigo, longa com Tom Hanks.

Déborah Schmidt é formada em administração e servidora.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.