“Restaurantes, academias e hotéis são os locais de maior risco de contágio”, diz Nature

Pesquisadores da Universidade de Stanford, na Califórnia (EUA), usaram dados de celulares para modelar o risco de contágio em diferentes espaços e revelaram três lugares com risco mais alto de contrair o coronavírus.

Foram pesquisados dados de celulares de 98 milhões de pessoas, recolhidos entre março e maio deste ano em diferentes cidades dos Estados Unidos.

A conclusão é que restaurantes, academias e hotéis são, depois de reabertos, os três lugares públicos que implicam o maior risco de se infectar pelo coronavírus, segundo artigo publicado na revista científica Nature.

Os pesquisadores observaram o movimento das pessoas para saber a que lugares foram, quanto tempo passaram lá, quantas pessoas havia nesse mesmo lugar e que bairros visitaram. Combinaram toda essa informação com os números de casos positivos para criar modelos de infecção.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.