“O mais humano dos Deuses”

O escritor Eduardo Galeano fez a seguinte descrição de Maradona:

“Um deus sujo e pecador, o mais humano dos deuses (…) Qualquer um poderia reconhecer nele uma síntese ambulante de fraquezas humanas, ou pelo menos masculinas: mulherengo, ganancioso, bêbado, trapaceiro, mentiroso, presunçoso, irresponsável. Mas os deuses não se aposentam, por mais humanos que sejam. Ele jamais poderia retornar à multidão anônima de onde veio. A fama, que o salvou da miséria, o fez prisioneiro”.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.