Connect with us
https://www.mvpthemes.com/zoxnews/wp-content/uploads/2017/07/zox-leader.png

Brasil & Mundo

UFPel diz que voltará às aulas presenciais quando julgar adequado

Publicado

on

Nota da Gestão sobre a portaria do MEC de retorno do ensino presencial em janeiro

Diante da Portaria do MEC 1030, de 1º de dezembro de 2020, a Universidade Federal de Pelotas vem a público reafirmar que seguirá priorizando o cuidado com a vida e a segurança de seus alunos e servidores e adotará as medidas que forem necessárias para isso.

Reitera que, tanto as atividades acadêmicas como as administrativas seguem sendo realizadas, ainda que de modo remoto.

A UFPel informa que foram criados grupos de trabalho com representação de toda a comunidade acadêmica para, com base em dados técnicos e científicos, elaborarem um plano de retorno a partir do qual a Universidade vai deliberar sobre o momento e a forma apropriados para a volta das atividades presenciais.

***

Comunicado da PRE sobre exames no atual calendário remoto emergencial

Considerando as dúvidas geradas pela Portaria nº 1330/MEC publicada em 1 de dezembro que dispõe sobre o retorno às aulas presencias a partir do dia 4 de janeiro de 2021, a PRE informa que o calendário acadêmico aprovado por meio da Portaria nº 1447, de 16 de setembro de 2020, autorizou a realização de atividades remotas emergenciais. Desta forma, os exames previstos para o período de 04 a 09 de janeiro não sofrerão alterações, sendo realizados de maneira remota.

Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.

Brasil & Mundo

Nota conjunta de Instituições do RS sobre a situação em áreas Kaingang

Publicado

on

As universidades e os institutos federais gaúchos vêm a público apontar a violência que está ocorrendo em áreas Kaingang no Rio Grande do Sul, a qual tem envolvido também estudantes de nossas instituições.

Temos relatos de perseguição, tortura e mortes nas terras indígenas de Serrinha, motivados por arrendamentos ilegais. É necessário que respeitemos os povos indígenas, suas culturas e modos de viver, e que possamos nos unir por melhores condições de vida em um planeta ameaçado tanto do ponto de vista ambiental quanto das relações sociais.

Enquanto instituições formadoras de pessoas e profissionais, é nossa responsabilidade defender os direitos humanos, culturais, sociais e de vida digna.

Nesse sentido, esperamos que as instituições competentes enfrentem essa dura realidade, coibindo o arrendamento ilegal de terras indígenas, causa principal para essa escalada de violência na região, evitando mais tragédias e sofrimento.

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha – IFFAR
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – IFRS
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – IFSul
Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS
Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre – UFCSPA
Universidade Federal do Rio Grande – FURG
Universidade Federal de Santa Maria – UFSM
Universidade Federal de Pelotas – UFPel
Universidade Federal do Pampa – UNIPAMPA

Continue Reading

Brasil & Mundo

Autor de livro sobre Marielle é assassinado no Rio

Publicado

on

O escritor e capoeirista Leuvis Manuel Olivero, de 38 anos, foi assassinado enquanto caminhava na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Ele era autor de 11 livros, um deles sobre Marielle Franco. Segundo testemunhas, os tiros que balearam Leuvis partiram de um carro em movimento. O crime ocorreu no dia 10 de outubro. A polícia ainda não sabe a motivação do homicídio.

Além de homenagear Marielle, Leuvis aponta, no seu livro, a relação das milícias cariocas com o assassinato da ex-vereadora e do motorista Anderson Gomes. Segundo a rádio Band News, outra das suas 11 publicações critica o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Continue Reading

Brasil & Mundo

Bolsonaro prepara auxílio emergencial de R$ 400

Publicado

on

O governo federal decidiu que o valor do Auxílio Brasil passará de R$ 189, em média, para R$ 400, e contemplará 17 milhões de famílias, de dezembro deste ano a dezembro do ano que vem.

De acordo com a CNN Brasil, o governo deve anunciar a mudança nesta terça-feira (19).

Parte desse valor será pago com recursos do atual Bolsa Família e parte será um auxílio temporário. Serão gastos R$ 84 bilhões, sendo R$ 34,7 bilhões do orçamento do Bolsa Família e mais R$ 50 bilhões do auxílio temporário.

Com o reajuste, Jair Bolsonaro pretende conter a sua alta rejeição nas pesquisas de intenções de votos. 

Continue Reading

Em alta