Connect with us
https://www.mvpthemes.com/zoxnews/wp-content/uploads/2017/07/zox-leader.png

Pandemia

Prefeitura envia resposta sobre ‘mortes por covid em enfermaria’

Publicado

on

O Amigos pediu um esclarecimento à prefeitura sobre mortes de pessoas com covid em enfermaria, sem acesso, portanto, à UTI. A resposta:

Segundo a diretora de Atenção Hospitalar Especializada da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Fernanda Lessa, o paciente com Covid-19 pode ter seu quadro de saúde agravado a qualquer momento e de forma rápida. No entanto, as equipes médicas oferecem suporte conforme as necessidades daquele paciente no momento.

Nem todos precisam estar em UTI, portanto a decisão é discutida caso a caso com o corpo médico.

A diretora explica ainda que para um paciente ser colocado em leito de UTI, está condicionado a alguns critérios como precisar de ventilação mecânica ou estar utilizando de Máscara de Hudson, por exemplo.

“São pacientes que respondem a critérios mais altos”, explica Fernanda. Já o paciente de enfermaria é aquele que está respirando em ar ambiente ou utilizando cateter nasal. Contudo, pacientes com confirmação ou suspeita de infecção por coronavírus podem piorar muito rápido, por isso não é possível prever quando aquele paciente terá uma parada cardiorrespiratória, por exemplo.

A diretora esclarece, no entanto, que caso esse paciente agrave e não se tenha leito de UTI disponível naquele momento, a equipe médica oferece o suporte necessário até que seja disponibilizada a vaga.

Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.

Brasil & Mundo

Pela 1ª vez Face e Insta derrubam live em que Bolsonaro associou Aids à vacina da Covid

O vídeo não está mais disponível nem no Facebook nem no Instagram

Publicado

on

Na noite deste domingo (24), o Facebook derrubou a live semanal de Jair Bolsonaro transmitida na última quinta-feira (21). O vídeo não está mais disponível nem no Facebook nem no Instagram.

De acordo com a empresa, o motivo para a exclusão foram as políticas relacionadas à vacina da Covid-19. “Nossas políticas não permitem alegações de que as vacinas de Covid-19 matam ou podem causar danos graves às pessoas”, informa a Folha.

Bolsonaro afirmou durante live em 21 de outubro que “vacinados [contra a Covid] estão desenvolvendo a síndrome da imunodeficiência adquirida [Aids]”. Ele leu uma notícia falsa alertando para o suposto perigo. 

Médicos afirmam que a associação entre a vacina contra o coronavírus e a transmissão do HIV, o vírus da Aids, é falsa e inexistente.

Esta é a primeira vez que a empresa remove uma live semanal de Jair Bolsonaro. 

PUBLICIDADE

Clique aqui para um tour pela Escola Mario Quintana

https://marioquintana.com.br/tourvirtual/

Continue Reading

Brasil & Mundo

51,2% dos brasileiros vacinados com duas doses

Quase 153 milhões de pessoas tomaram a primeira dose, o que representa 71,7% da população

Publicado

on

O Brasil alcançou neste sábado, 23, 109 milhões de pessoas vacinadas com a segunda dose ou a dose única de vacinas contra a Covid, de acordo com o consórcio de veículos de imprensa. 

Receberam duas doses ou a vacina de dose única 109.217.821 pessoas, ou 51,2% da população.

Quase 153 milhões de pessoas tomaram a primeira dose, o que representa 71,7% da população.

Continue Reading

Brasil & Mundo

Vacina da covid não causa Aids, como disse “o outro”

Publicado

on

Continue Reading

Em alta