Prefeitura envia resposta sobre ‘mortes por covid em enfermaria’

O Amigos pediu um esclarecimento à prefeitura sobre mortes de pessoas com covid em enfermaria, sem acesso, portanto, à UTI. A resposta:

Segundo a diretora de Atenção Hospitalar Especializada da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Fernanda Lessa, o paciente com Covid-19 pode ter seu quadro de saúde agravado a qualquer momento e de forma rápida. No entanto, as equipes médicas oferecem suporte conforme as necessidades daquele paciente no momento.

Nem todos precisam estar em UTI, portanto a decisão é discutida caso a caso com o corpo médico.

A diretora explica ainda que para um paciente ser colocado em leito de UTI, está condicionado a alguns critérios como precisar de ventilação mecânica ou estar utilizando de Máscara de Hudson, por exemplo.

“São pacientes que respondem a critérios mais altos”, explica Fernanda. Já o paciente de enfermaria é aquele que está respirando em ar ambiente ou utilizando cateter nasal. Contudo, pacientes com confirmação ou suspeita de infecção por coronavírus podem piorar muito rápido, por isso não é possível prever quando aquele paciente terá uma parada cardiorrespiratória, por exemplo.

A diretora esclarece, no entanto, que caso esse paciente agrave e não se tenha leito de UTI disponível naquele momento, a equipe médica oferece o suporte necessário até que seja disponibilizada a vaga.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.