Paula e Leite assinam convênio para licitar projeto de ‘Hospital do Pronto Socorro’

Do site da prefeitura:

Em cerimônia realizada no Paço Municipal, nesta quinta-feira (10), o governador, Eduardo Leite, a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, e a secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, assinaram o termo de referência à elaboração dos projetos arquitetônicos e complementares para a construção do novo Hospital de Pronto Socorro de Pelotas.

A unidade hospitalar do tipo II, de atendimento regional e macrorregional, deverá contar com 100 leitos clínicos e será implantada na estrutura onde hoje funciona o Centro Covid.

A assinatura formalizou o repasse de R$ 856,7 mil do Estado para o Município. Durante discurso, a prefeita explicou que esse recurso possibilitará a realização de uma licitação para contratar uma empresa especializada em projetos de obras hospitalares. Segundo ela há necessidade de contratar especialistas para atender normas e exigências específicas deste tipo de construção.

“Vamos licitar para buscar gente com “know-how”, nisso para que o nosso hospital tenha todas as adequações necessárias, seja bem pensado, bem elaborado, como foi o termo de referência construído pelos técnicos das Secretarias de Planejamento (Seplag) e de Saúde (SMS) do município”, destacou ao informar que a licitação está programada para ocorrer em janeiro de 2021.

A secretária estadual da Saúde destacou a importância do momento para Pelotas e região, já que o atual Pronto Socorro do município recebe pacientes de várias cidades vizinhas. “Fizemos esse trabalho conjunto em tempo recorde para viabilizar esse convênio, pela extrema importância que tem para a zona sul do Estado. Vamos realizar um grande sonho que é ter um PS com resolutividade das altas complexidades”, comemorou Arita.

Para a atual gestora da pasta da Saúde no município, Roberta Paganini, a assinatura do convênio concretiza o início do projeto de construção de HPS regional.

“É sem dúvida um momento muito importante, porque o HPS trará assistência de qualidade em uma estrutura física adequada para a população da região sul nas situações de urgência e emergência”, frisou.

Orçamento garantido

Após assinar o convênio, o governador Eduardo Leite aproveitou para fazer um anúncio ligado que garante a continuidade do projeto, ou seja, a execução da obra. Leite confirmou a previsão no orçamento estadual de 2021 de R$ 19 milhões de reais para o início da obra do HPS.

“Uma vez o projeto concluído e a obra licitada, já temos o dinheiro para iniciar o pagamento e garantir a construção do Hospital de Pronto Socorro de Pelotas. O governo do Estado assume esse compromisso”, disse Leite ao pedir celeridade nas próximas etapas do processo para que o HPS seja entregue à população.

Projeto

O projeto prevê um Hospital Especializado tipo II, caracterizado pelo Ministério da Saúde como um hospital geral que dispõem de unidade de urgência e emergência, e de recursos tecnológicos e humanos adequados para o atendimento geral de casos de natureza clínica e cirúrgica, com capacidade para cobertura populacional a partir de 501 mil habitantes.

A estrutura deverá contar com 100 leitos clínicos, cirúrgicos, pediátricos, UTI adulto e pediátrico, três salas cirúrgicas e leitos de recuperação. Os leitos cirúrgicos irão atender casos gerais de urgência e emergência (adultos e crianças), oftalmológicos, torácicos, traumatológicos, neurológicos e bucomaxilofaciais.

A obra e a aquisição de equipamentos estão calculados em cerca de R$ 50 milhões.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.