Prefeitura diz que autuou 30 pessoas por desobedecerem decreto da covid

Assessandra Senna

Da quinta-feira (11), quando entrou em vigência o Decreto n°6.349, que determinou o fechamento das atividades não essenciais como forma de contenção à pandemia causada pelo coronavírus, até a madrugada de domingo (13), as forças de segurança realizaram ações intensivas para fazer cumprir a determinação municipal.

Foto de Rodrigo Chagas

Neste período, já foram realizadas mais de 80 fiscalizações, com cerca de 30 pessoas autuadas pelo não uso de máscara e promoção de aglomerações, além de sete estabelecimentos comerciais interditados.

De acordo com o secretário municipal de Segurança Pública, Samuel Ongaratto, entre a noite de sábado e a madrugada de domingo houve o maior número de registros.

A Guarda Municipal aplicou 27 autos de infração, sendo que em apenas uma festa particular, no centro da cidade, foram sete autuações pelo não uso de máscara e uma por promoção de aglomeração.

“Tivemos denúncias de festas e até bares funcionando, mas nem todas se confirmaram. Têm sido dias e noites de muito trabalho, até porque as pessoas ainda parecem não ter compreendido a gravidade da situação”, diz Ongaratto.

As ações noturnas têm sido realizadas pelas equipes que compõem a Operação Integrada do Pacto Pelotas pela Paz – Guarda Municipal, agentes de trânsito, Brigada Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

Comércios

Durante estes três dias das restrições às atividades comerciais, a Guarda Municipal os fiscais da Secretaria Municipal de Gestão de Cidade e Mobilidade Urbana já interditaram sete estabelecimentos por descumprirem o decreto municipal – locais que comercializam outros tipos de produtos que não são considerados essenciais estavam em pleno funcionamento.

Um cidadão (Luciano Hang, da Havan) foi autuado por promover e incentivar aglomeração, por não utilizar a máscara, além de ter sido feito um registro policial baseado no artigo 268 do Código Penal referente a infração de determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

“Há muita desinformação da parte dos donos dos estabelecimentos. Então além de fiscalizarmos, estamos orientando para que as pessoas compreendam a importância de atender às determinações municipais”, esclarece o gestor da segurança municipal.

Domingo

No domingo, o trabalho das forças de segurança se concentrou nos tradicionais pontos de aglomeração e fluxo de pessoas, como a praia do Laranjal e a avenida Duque de Caxias, no bairro Fragata. Dois comboios realizaram rondas nestes locais, assim como em estabelecimentos comerciais – proibidos de funcionar neste dia.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.