Connect with us

Pandemia

PELOTAS VOLTA PARA BANDEIRA VERMELHA

Publicado

on

O mapa preliminar da 33ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado continua refletindo o alto índice de contágio do coronavírus no Estado.

Mesmo com a mudança nos indicadores da macrorregião Sul, alterando de bandeira preta para vermelha em Bagé e Pelotas, o Estado segue em alerta máximo. 

Nesta rodada, a única região Covid que não apresenta risco alto de contágio é Guaíba, classificada em bandeira laranja (risco epidemiológico médio). As outras 20 regiões estão em bandeira vermelha.

Veja a classificação prévia da 33ª rodada em https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br

Embora tenha havido redução de 4% (de 1.375 para 1.316) no número de internados em leitos clínicos confirmados com Covid-19, pacientes em leitos de UTI aumentaram 2% (de 915 para 935).

A elevação nos óbitos chegou a 20% (de 409 para 490) entre as últimas duas quintas-feiras, o que representa o maior patamar desde o início do modelo. Houve abertura de cerca de 60 leitos de UTI no Estado.

O sistema de cogestão regional, suspenso na primeira quinzena de dezembro, voltou a valer na terça-feira (15/12). Até o momento, 18 das 21 regiões Covid aderiram à cogestão, e adotam protocolos próprios, elaborados pelas associações regionais de cada região. 

Publicidade

Para a adesão, é necessário que enviem planos regionais com protocolos próprios adaptados à Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam), limitados à bandeira anterior.

Caso ainda não tenham enviado protocolos ou o plano regional não esteja vigente, o governo abre possibilidade de recepção imediata de padrões mais flexíveis até bandeira imediatamente inferior, sem esperar prazo de 48 horas para submissão e validade de novo plano regional.

Confira os protocolos próprios de cada região em https://planejamento.rs.gov.br/cogestao-regional 

Municípios e associações regionais que desejarem recorrer do mapa preliminar divulgado nesta sexta (18) podem enviar solicitações para o governo até as 6h de domingo (20/12) por meio do formulário https://forms.gle/2ncdj7GzuY5uQQbB6.

Depois de analisados pelo Gabinete de Crise na segunda-feira (21/12), o governo do Estado divulgará as bandeiras definitivas, vigentes de 22 a 30 de dezembro.

Nesta rodada, o Indicador “Ativos/Recuperados” necessitou de pequeno ajuste, uma vez que o tempo médio entre a confirmação do caso positivo e a inclusão no sistema está atualmente em mais de oito dias.

Muitos casos estavam sendo inseridos com tamanho atraso que não estavam sendo contabilizados como ativos, entrando no sistema já como recuperados. Para corrigir essa distorção, o indicador passa a ser calculado com uma semana de defasagem. Assim, casos que ingressam tardiamente ao longo da última semana são agregados como ativos tendo a semana anterior como data de referência.

Publicidade

MUDANÇA DE BANDEIRAS

Macrorregião Sul: de preta para vermelha

Após estar em bandeira preta no mapa definitivo da 32ª rodada, as regiões de Bagé e Pelotas (macrorregião Sul) retornam à cor vermelha no mapa preliminar desta rodada. A alteração se deve à queda de alguns indicadores que compõem o modelo de Distanciamento Controlado. 

A macrorregião Sul teve aumento no número de leitos de UTI livres, de 15 para 22, bem como reduziu o número de internados em leitos clínicos por coronavírus, de 102 para 80, e de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), de 74 para 63. Contudo, o número de internados em leitos de UTI Covid-19 na quinta-feira (17/12) se manteve com 50 – mesmo indicador da semana passada.

Nos indicadores por município, Bagé registrou queda no número de óbitos (de 10 para seis) e hospitalizações (de 23 para 18). O município de Pelotas também teve reduções: de 41 para 33 óbitos e, menos expressiva, de 87 para 86 hospitalizações.

Região de Guaíba: de vermelha para laranja

Mesmo registrando quatro óbitos a mais que na semana anterior (16), Guaíba foi a única região classificada com a bandeira laranja. A melhora se deve à estabilidade tanto dos indicadores que abrangem dados específicos da região como da macrorregião Metropolitana.

Publicidade

Com a melhora nos indicadores de Velocidade de Propagação da Macrorregião e nos de Mudança da Capacidade de Atendimento (macrorregional e estadual), houve redução da média final para dentro dos parâmetros que determinam a classificação média. Guaíba também apresentou queda de 4% no número de hospitalizações confirmadas por Covid-19 como proporção da população (de 6,44 para 6,19).

Região de Cruz Alta: de laranja para vermelha

Com o registro de risco máximo (bandeira preta) em dois, dos quatro indicadores regionais, a região de Cruz Alta retorna para bandeira vermelha. A piora foi registrada no número de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias, de cinco para nove, e na projeção de óbitos. Com mais seis registros, a região teve aumento de 50% em relação a semana anterior (quatro óbitos). No caso do indicador de Ativos sobre Recuperados, a região registrou 226 ativos e 746 recuperados.

Regra 0-0

De acordo com o mapa preliminar da 33ª rodada, 478 municípios (do total de 497) estão classificados em bandeira vermelha, somando 10,9 milhões de habitantes, o que corresponde a 96,4% da população gaúcha (total de 11,3 milhões de habitantes).

Desses, 167 municípios (733,7 mil habitantes, 6,5% da população gaúcha) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

Dos 19 municípios em bandeira laranja (403,7 mil habitantes, 3,6% do RS), dez não registraram óbitos ou hospitalizações (78,8 mil habitantes, 0,7%).

Publicidade

• Clique aqui e acesse a lista de municípios que se encaixam na Regra 0-0

RESUMO DA 33ª RODADA

Regiões que apresentaram piora (1)

LARANJA > VERMELHA
Cruz Alta 

Regiões que continuaram iguais (17)

VERMELHA
Cachoeira do Sul
Canoas
Capão da Canoa
Caxias do Sul
Erechim
Ijuí
Lajeado
Novo Hamburgo
Palmeira das Missões
Passo Fundo
Porto Alegre
Santa Cruz do Sul
Santa Maria
Santa Rosa
Santo Ângelo
Taquara
Uruguaiana

• Clique aqui e acesse a nota técnica com as justificativas de classificações das regiões.

Publicidade

Regiões que apresentaram melhora (3)

PRETA > VERMELHA
Bagé
Pelotas

VERMELHA > LARANJA
Guaíba

DESTAQUES DA 33ª RODADA

• número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 aumentou 3% entre as duas últimas semanas (de 1.338 para 1.372);

• número de internados em UTI por SRAG aumentou 2% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (de 1.115 para 1.140);

• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 4% entre as duas últimas quintas-feiras (de 1.375 para 1.316);

Publicidade

• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 2% entre as duas últimas quintas-feiras (de 915 para 935);

• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 13% entre as duas últimas quintas-feiras (de 407 para 460);

• número de registros de óbito por Covid-19 aumentou 20% entre as duas últimas quintas-feiras (de 409 para 490).

As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (297), Caxias do Sul (207), Passo Fundo (121), Pelotas (86), Canoas (83) e Novo Hamburgo (81).

Comparativo: situação entre 20 de novembro e 18 de dezembro

• número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 aumentou 17% no período (de 1.172 para 1.372);

• número de internados em UTI por SRAG aumentou 38% no Estado no período (de 827 para 1.140);

Publicidade

• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 30% no período (de 1.014 para 1.316);

• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 aumentou 37% no período (de 683 para 935);

• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 reduziu 27% no período (de 626 para 460);

• número de óbitos por Covid-19 acumulados em sete dias aumentou 74% no período (de 282 para 490).

Clique aqui e acesse o levantamento completo da 33ª rodada do Distanciamento Controlado.

Publicidade
1 Comment

1 Comment

  1. Trabalho

    19/12/20 at 18:56

    Depois da última semana vi que esse sistema simplesmente não funciona. Precisou um grito mais alto das prefeitura, pro governador recuar.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Brasil & Mundo

Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos

Governo já distribuiu mais de 306 milhões de doses de vacinas

Publicado

on

O boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde na noite de hoje (27) mostra que o Brasil registrou, em 24 horas, 229 novas mortes em decorrência de covid-19. Com isso, o país chegou a 614.186 mortes durante a pandemia.

O levantamento mostra que 9.233 novos casos da doença foram registrados no sistema de monitoramento da doença. No total, o país registrou até o momento 22.076.863 casos de infecção pelo novo coronavírus. O informativo também traz os dados sobre óbitos em decorrência de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), que somam 119 casos e estão sob investigação de órgãos de saúde.

 país tem 174.396 casos ativos de covid-19 em monitoramento. O número diz respeito a casos diagnosticados que estão sob supervisão médica ou em isolamento.

O número de recuperados é de 21.288.281 casos, o que corresponde a 96,4% do total de infectados.

Estados

No topo do ranking de mortes por estado estão: São Paulo (153.993), Rio de Janeiro (69.011), Minas Gerais (56.143), Paraná (40.771) e Rio Grande do Sul (36.075).

Os estados que menos registraram mortes por covid-19 foram o Acre (1.846), o Amapá (2.002) e Roraima (2.050).

Vacinação

O painel de vacinação do Ministério da Saúde estava fora do ar no momento da apuração dos dados, e a última atualização que consta no vacinômetro do site do ministério registrava, até o dia 25 de novembro, 364.177.468 doses de vacinas distribuídas, com 306.982.366 doses aplicadas – número que compreende a primeira dose, a segunda dose e aplicações únicas.

O ministério registra, ainda, que o governo federal já investiu cerca de R$ 207,3 bilhões em vacinas.

Publicidade

Continue Reading

Pandemia

Pelotas amplia idade para terceira dose contra covid

Pessoas com idade a partir de 50 anos que tenham recebido a segunda dose da vacina contra a Covid-19 há cinco meses poderão tomar a terceira dose a partir de segunda-feira (29)

Publicado

on

Pessoas com 50 anos ou mais, que tenham recebido a segunda dose do imunizante contra o coronavírus há cinco meses, poderão receber a terceira dose – ou dose de reforço – em Pelotas. A medida começa a valer a partir desta segunda-feira (29), nos mais de 30 pontos de vacinação estabelecidos pela Prefeitura.

Os documentos que deverão ser apresentados no momento da aplicação são documento de identidade e Carteira de Vacinação, para comprovar as duas doses ou esquema vacinal completo, com cinco meses de intervalo desde a última aplicação. 

Fique atento à programação

– De segunda a sexta-feira 

* Em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) – das 8h30min às 11h – exceto as unidades sentinela (UBSs Salgado Filho, PAM Fragata e CSU Cruzeiro). 

* Nas UBSs Fraget, Lindoia e Porto – das 8h30min às 15h 

Publicidade

* No Laboratório Municipal – das 13h30min às 17h 

* No Shopping Pelotas, loja 40, das 17 às 21h 

– Aos sábados 

* Escola Estadual Coronel Pedro Osório – das 10 às 15h 

Confira os endereços dos pontos de vacinação 

Centro de Eventos – entrada pela avenida Pinheiro Machado, 3.390 

Escola Coronel Pedro Osório – rua General Osório, 818 – Centro 

Publicidade

Laboratório Municipal – rua Lobo da Costa, 1.774 – Centro 

Shopping Pelotas – avenida Ferreira Viana, 1.526 – Areal 

UBS Arco-Íris – avenida Pery Ribas, 523 – Três Vendas 

UBS Areal I – rua Apolinário de Porto Alegre, 290 – Areal 

UBS Areal Fundos – avenida Domingos José de Almeida, 4.265 – Areal 

UBS Barro Duro – praça Aratiba, 12 – Laranjal 

UBS Bom Jesus – avenida Itália, 350 – Areal 

Publicidade

UBS Caic – avenida Leopoldo Brod, 3.220 – Pestano 

UBS Cascata – estrada Cascatinha 1, s/n – 5º distrito 

UBS Cerrito Alegre – estrada Cerrito Alegre, s/n – 3º distrito 

UBS Cohab Guabiroba – rua Doutor Arnaldo da Silva Ferreira, 352 – Fragata 

UBAI Lindoia – avenida Ernani Osmar Blaas, 344 – Três Vendas 

UBS Cohab Pestano – avenida Leopoldo Brod, 2.297 – Pestano 

UBS Cohab Fragata – rua Paulo Simões Lopes, 230 

Publicidade

UBS Colônia Maciel – acesso Colônia Maciel, s/n – 8º distrito 

UBS Colônia Osório – 4º distrito 

UBS Colônia Triunfo – Colônia Triunfo, s/n – 8º distrito 

UBS Colônia Z-3 – rua Rafael Brusque, 147 – Laranjal 

UBS Corrientes – BR-116 

UBS Cordeiro de Farias – 5º distrito 

UBS CSU Areal – rua Guararapes, 50 A – Areal 

Publicidade

UBS Dom Pedro l – rua Ulisses Batinga, 749 – Fragata 

UBS Dunas – avenida Ulysses Silveira Guimarães (avenida Um), s/n – Areal 

UBS Fátima – rua Baldomero Trápaga, 480 – São Gonçalo 

UBS Fraget – rua Três, 81 – Vila Real/Fragata 

UBS Getúlio Vargas – rua Sete, 184 – Getúlio Vargas 

UBS Grupelli – 7º distrito 

UBS Jardim de Allah – avenida Fernando Osório, 7.430 – Centro 

Publicidade

UBS Laranjal – rua São Borja, 683 – Laranjal 

UBS Leocádia – rua David Canabarro, 890 – Areal 

UBS Monte Bonito – 9º distrito 

UBS Navegantes – rua Dona Darcy Vargas, 212 – Porto 

UBS Obelisco – rua Doutor Francisco Ribeiro Silva, 505 – Areal 

UBS Osório (Loteamento) – rua Barão de Mauá, 217 

UBS Pedreiras – 9º distrito 

Publicidade

UBS Posto Branco (anexo Vila Princesa) – Estrada Porto Alegre antiga, Granja Retiro, s/n 

UBS Porto/Puericultura – rua Doutor João Pessoa, 240 – Centro 

UBS Py Crespo – rua Marquês de Olinda, 1.291 – Três Vendas 

UBS Sanga Funda – avenida Engenheiro Ildefonso Simões Lopes, 5.025 – Três Vendas 

UBS Sansca/Vila Castilho – rua Doutor Amarante, 919 – Centro 

UBS Santa Silvana – Colônia Santa Silvana, s/n – 6º distrito

UBS Santa Terezinha – rua São Miguel, 5 – Três Vendas 

Publicidade

UBS Simões Lopes – avenida Viscondessa da Graça, 107 – Centro 

UBS Sítio Floresta – rua Ignácio Teixeira Machado, 299 – Sítio Floresta

UBS União de Bairros – rua 1, s/n – Loteamento dos Municipários 

UBS Vila Municipal – rua Luciano Galleti, 600 – Três Vendas 

UBS Vila Nova – 7º distrito – Vila Nova 

UBS Vila Princesa – rua Quatro, 3.205 – Três Vendas 

UBS Virgílio Costa – rua Epitácio Pessoa, 1.291 – Fragata 

Publicidade

Todos que optarem por realizar a vacinação no Shopping Pelotas estarão isentos do pagamento da taxa de estacionamento do local. A gratuidade será concedida a quem apresentar a carteira de vacinação. Além disso, quem comparecer para a vacina e adquirir um ingresso para o cinema, para aquela data, ganhará outro ingresso sem custo algum. 

Informações da SMS 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece que, como regra, todas as vacinas recomendadas no Calendário Nacional de Vacinação podem ser aplicadas no mesmo dia. Sendo assim, não é mais preciso aguardar o intervalo mínimo de 14 dias entre a aplicação do imunizante contra a Covid-19 e qualquer outro do calendário. 

Importante relembrar que continua a orientação às pessoas que apresentarem sintomas gripais de não comparecer na data marcada. O mesmo vale para quem tiver positivado para o coronavírus. É necessário aguardar 30 dias do início dos sintomas para receber a aplicação.

Continue Reading

Brasil & Mundo

Holanda analisa 61 casos suspeitos de nova variante

Viajantes foram diagnosticados em voo proveniente da África do Sul

Publicado

on

A República Tcheca e a Alemanha anunciaram neste sábado (27) que investigam suspeitas de casos da nova variante do SARS-CoV-2, a Ômicron. Na Holanda, nesta manhã, chegaram por via aérea 61 pessoas com covid-19 vindas da África do Sul – país onde a cepa foi inicialmente detectada. Autoridades holandesas analisarão se estes passageiros estão infectados com a Ômicron.

Na sexta-feira (26) foi detectado, na Bélgica, o primeiro caso da nova variante em solo europeu – uma jovem adulta sem qualquer ligação com a África do Sul ou países da África Austral, mas que manifestou sintomas 11 dias depois de viajar entre a Turquia e o Egito.

Um dia depois, a República Tcheca e a Alemanha registam os primeiros casos suspeitos desta variante, também conhecida por B.1.1.529.

“Um laboratório está avaliando a possível descoberta de um espécime da variante Ômicron. Estamos aguardando confirmação ou refutação do caso”, informou neste sábado a porta-voz do Governo tcheco, Stepanka Cechova.

Segundo o Instituto Nacional de Saúde Pública da República Tcheca, o passageiro suspeito visitou a Namíbia.

A Alemanha avalia, ainda, o caso de um viajante vindo da África do Sul. Apesar de não ter se confirmado, o caso gerou alarde no governo alemão.

“A variante Ômicron provavelmente já está presente na Alemanha”, anunciou nesta manhã no Twitter Kai Klose. “Por causa dessa forte suspeita, essa pessoa está isolada em casa. A análise completa dos resultados ainda está em andamento”, disse o ministro.

Publicidade

Os testes realizados na noite de sexta-feira a um passageiro que chegou ao aeroporto de Frankfurt, oriundo da África do Sul, revelaram “várias mutações típicas do Omicron”, acrescentou.

Na Holanda, pelo menos 61 passageiros de dois voos da África do Sul testaram positivo para a covid-19 na chegada a Amsterdã. As autoridades sanitárias analisam se há entre os casos algum da nova variante Ômicron.

“Sabemos agora que 61 dos resultados [dos testes ao novo coronavírus] foram positivos e 531 negativos”, indicou a autoridade de saúde holandesa (GGD), acrescentando que os passageiros com teste positivo, que chegaram todos na sexta-feira, foram colocados em quarentena num hotel perto do aeroporto Schiphol, em Amsterdã.

Os que tiveram resultado negativo podem continuar viagem caso não residam na Holanda. Caso contrário, terão de ficar em isolamento profilático nas suas residências.

“Os testes positivos vão ser agora analisados para determinar o mais rápido possível se se trata da nova variante”, acrescentaram as autoridades sanitárias holandesas.

A nova variante do coronavírus, detectada pela primeira vez na África do Sul, é considerada “preocupante” pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Publicidade
Continue Reading



Publicidade
Publicidade

Mais lidas em sete dias