VOLTAMOS À BANDEIRA LARANJA

Depois de três semanas em bandeira vermelha, Pelotas foi classificada em bandeira laranja no mapa preliminar do modelo de Distanciamento Controlado do governo gaúcho.

A redução no número de leitos, na macrorregião Sul, ocupados por pacientes Covid-19 foi o indicador determinante para a cidade ser considerada risco médio para o contágio por coronavírus.

Na 38ª rodada do Distanciamento Controlado as regiões de Bagé e Pelotas apresentaram um aumento de 62% no número de leitos de UTI livres por leitos de UTI ocupados por pacientes Covid-19 em relação à rodada anterior. O número de leitos de UTI livres no dia 21 de janeiro para atender casos de coronavírus aumentou, se comparado as últimas três semanas. Além disso, no mesmo dia, reduziram em 7% os internados em leitos clínicos Covid-19, sendo que na rodada anterior eram 75 e agora são 70.

O que ajudou na reclassificação da macrorregião foi a redução em 30% das hospitalizações em Bagé nos últimos sete dias, que foram 16 nesta semana, 23 na passada e 35 na retrasada. Pelotas, neste indicador, se manteve estável com aumento de 1%, o que representa um caso a mais. O número de óbitos nos últimos sete dias também se manteve fixo em Bagé com nove casos e, em Pelotas, houve aumento de um caso, registrando 38 mortes.
Como a região de Pelotas faz parte do sistema de cogestão junto a Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) , pode adotar protocolos de bandeira amarela. A classificação para risco médio passa a valer a partir do dia 26 de janeiro e se estende até dia 1º de fevereiro.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.