Fim de semana será de lockdown em Pelotas

Pela segunda semana consecutiva, Pelotas – assim como as demais cidades do Rio Grande do Sul – está classificada em bandeira preta pelo modelo de Distanciamento Controlado. Por isso, a prefeita Paula Mascarenhas anunciou, em transmissão ao vivo nas redes sociais, nesta sexta-feira (5), que o fim de semana será de lockdown na cidade.

As atividades devem permanecer fechadas das 6h de sábado (6) até as 5h de segunda-feira (8). Na live, Paula também informou que o número de leitos de UTI Covid será, mais uma vez, ampliado em dez – totalizando 60 Unidades de Tratamento Intensivo para pacientes com coronavírus.

As novas determinações estão contidas no Decreto 6.378/2021, publicado nesta sexta-feira. A prefeita explicou que será respeitada a mobilidade, mas as atividades serão restringidas ao máximo. Durante o lockdown, está proibida a permanência de pessoas em locais públicos abertos que não possuem controle de acesso, permitindo-se, apenas, a circulação (exceto nas praias da Lagoa dos Patos, que serão interditadas), além de reuniões que provoquem aglomerações, independentemente do número de pessoas, inclusive integrantes da mesma família que não coabitam. Para garantir o cumprimento das medidas, a fiscalização será intensificada.

Atividades essenciais permitidas

– Farmácias e drogarias: sem restrição de horário de funcionamento, para comercialização exclusiva de medicamentos

– Clínicas e consultórios médicos, clínicas e consultórios veterinários e odontológicos, em regime de urgência e emergência

– Distribuidoras de gás, exclusivamente mediante tele-entrega e take away

– Postos de combustíveis

– Comércio e restaurantes, exclusivamente mediante tele-entrega

– Hospitais, postos de saúde, Unidades Básicas de Saúde, unidades de pronto atendimento

– Meios de comunicação: preferencialmente em teletrabalho

– Manutenção de urgência em redes de telefonia e internet nas atividades essenciais e transporte coletivo e individual de passageiros (táxis e transporte por aplicativo)

A decisão pelo lockdown foi tomada após debates no Comitê de Enfrentamento à Pandemia, que concluiu que a situação exige mais restrições. Na live, a prefeita pediu a colaboração e compreensão da população, a fim de que a crise do coronavírus seja atenuada.

“Isso é para que a gente tenha, nas próximas semanas, uma situação mais tranquila em Pelotas, e que as pessoas possam ter um pouco mais de possibilidade de trabalhar e seguir suas vidas; para que a gente possa colher os frutos disso ali adiante”, destacou Paula.

A chefe do Executivo também lembrou as últimas medidas de fechamento, com suspensão de atividades, em agosto e dezembro, que, mesmo com poucos dias de duração, trouxeram efeitos positivos, como a diminuição do contágio e número menor de hospitalizados. “Nós pararemos, por esses dois dias, com essa expectativa – que a gente, com isso, possa dar uma refreada nesse ritmo, no avanço da pandemia”, justificou.

Novos leitos

Na manhã desta sexta-feira, a ocupação dos leitos de UTI era superior a 100%. O clima é de luta. Diante do grande número de pessoas infectadas e, consequentemente, de hospitalizações e óbitos, o Município tem realizado, cada vez mais, parcerias com os hospitais da cidade. Na última segunda-feira (1º), foi anunciada a liberação de mais dez leitos de UTI Covid – que foram ocupados imediatamente. Na live, Paula Mascarenhas anunciou outra ampliação, com dez vagas, para o tratamento intensivo de pacientes infectados pelo coronavírus.

Dessas vagas, seis foram disponibilizadas pelo Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP) e, quatro, pela Santa Casa de Pelotas. O Município, agora, conta com 60 leitos destinados aos casos mais graves de infecção pelo vírus. A Santa Casa também possibilitou a expansão de leitos de Enfermaria, com oito novos. Os 18 leitos anunciados entrarão em funcionamento na próxima segunda-feira (8).

Conforme detalhou a prefeita, Pelotas possui 60 leitos de UTI Covid, destinados a adultos, e cinco pediátricos. Além disso, há 83 leitos de Enfermaria, para adultos, dez pediátricos e dez de suporte respiratório no Centro Covid.

“Estamos ampliando leitos. Vamos chegar a 60 de UTI. Saímos de 50 para 60 leitos em uma semana, e estamos ampliando os de Enfermaria. Estamos fazendo a nossa parte, mas precisamos que todas as pessoas nos ajudem a enfrentar esse momento para que todos nós possamos respirar aliviados o mais breve possível”, finalizou a prefeita.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.