Começa vacinação para nova faixa etária de acamados

A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) iniciou, nesta semana, a vacinação dos acamados da faixa etária entre 80 e 84 anos. Até a quarta-feira (17), 439 idosos estavam cadastrados junto à SMS para imunização contra o coronavírus nesta etapa. Desses, 75 já foram vacinados. O cadastro de idosos acamados, para a primeira dose, continua aberto pelo site da Prefeitura.

Na terça-feira (16), pela manhã, foi concluída a aplicação da primeira dose em acamados com 85 anos ou mais, totalizando 888 idosos imunizados. A vacinação nesse grupo segue à medida que novas pessoas adentram na faixa etária. A segunda dose, iniciada no dia 10, continua sendo aplicada normalmente.

Cadastrados até agora

A estimativa é que Pelotas tenha cerca de cinco mil idosos acamados. Baseada na campanha de vacinação contra a Influenza, de 2020, a SMS tem registrados 4.994 idosos acamados com mais de 60 anos. Até a tarde da quarta-feira (17), a Secretaria já contabilizava 2.309 pessoas acamadas cadastradas no sistema. Dessas, 2.150 são idosos com mais de 60 anos.

Cadastro e público-alvo

A vacinação de acamados é feita mediante cadastro pelo site. Ao efetuá-lo, o familiar ou responsável deve informar dados como nome, idade e endereço do idoso, bem como número de CPF, RG, cartão SUS e as comorbidades que possui. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone (53) 3284.7714.

Poderão ser cadastrados pacientes com dificuldade de locomoção, deficientes físicos com incapacidade de locomoção, pessoas que se alimentam por sonda e sonda vesical de demora, acamados dependentes de oxigênio (O2) e aqueles que possuam doença que os restrinjam ao leito.

Quem não tem internet

As pessoas que não têm acesso à internet também podem fazer o cadastro. Para isso, familiar ou cuidador deve se dirigir a uma Unidade Básica de Saúde e solicitar o cadastro do acamado no local.

Procedimento

Depois de realizado o cadastro, o idoso precisa aguardar. De acordo com o sistema adotado pela SMS, não é definida data e nem feito agendamento para as visitas, já que se pressupõe que o acamado esteja em casa quando as equipes chegarem aos locais cadastrados. Toda a organização dos atendimentos é realizada pensando na otimização dos trajetos, levando em consideração a validade do imunizante. Cada frasco de vacina tem dez doses. Por isso, são estipulados cinco domicílios para cada equipe, sendo vacinados cinco idosos e cinco cuidadores.

A chefe do departamento de Vigilância Epidemiológica, Aline Machado, explica que não há uma posição nem fila de espera pela vacina. “A vacinação dos idosos acamados é determinada pelo serviço do setor de Rotas de Imunização, pelos endereços, para facilitar o trabalho de modo que se consiga atender aos cinco domicílios em tempo de validade da vacina depois de aberta. Diante disso, nossa estratégia é para otimizar esses percursos”, detalhou.

Atualmente, o setor de Rotas de Imunização conta com sete equipes que vacinam, em média, 50 acamados por dia.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.