Comitê UFPel volta a defender lockdown

Nota técnica
Necessidade de Lockdown
Pelotas, 01 de abril de 2021

O Comitê UFPel Covid-19 vem por meio de nota técnica reiterar a grave situação da epidemia de COVID-19 no município de Pelotas. Na semana passada, semana epidemiológica 12/2021 observou-se o recorde de 42 óbitos (média de 6 óbitos por dia), o maior número desde o início da pandemia. Nos primeiros 3 dias desta semana já ocorreram 16 óbitos, chegando ao expressivo número de 500 óbitos decorrentes da pandemia na cidade de Pelotas.

Os leitos de enfermaria e UTI estão operando em sua capacidade máxima. A continuidade de pacientes na fila de espera aguardando por leitos somado a possibilidade de falta de insumos como oxigênio e medicamentos para sedação volta a preocupar em caso de maior agravamento do cenário atual. A média de casos estava em declínio, mas esta tendência possivelmente estava afetada por importante subnotificação. Além disso, este declínio foi interrompido há uma semana, no dia 23/03. Acompanhe os gráficos sobre a evolução da pandemia em nível local.

Como foi mencionado na nota anterior, o distanciamento insuficiente e a flexibilização precoce têm provocado estabilizações em patamares cada vez mais altos e com períodos cada vez mais curtos até a retomada do aumento no número de casos. Além de tudo isso, mesmo com o desconhecimento sobre o padrão de circulação das variantes do vírus, é possível que a variante P1, com maior potencial de contágio, e que tem ampliado o percentual de jovens entre as pessoas internadas por COVID-19, esteja aumentando neste momento na nossa região. Diante da situação epidemiológica o Comitê reitera a necessidade de lockdown por 14 dias, como a estratégia adequada para enfrentar o colapso do sistema de saúde e salvar vidas!

A epidemia e suas estratégias de enfrentamento resultam em aumento da população em situação de vulnerabilidade no município, incluindo situações de insegurança alimentar, e seus efeitos tenderão a se prolongar ao longo de todo o ano. Considerando o impacto das condições sociais na saúde, o Comitê aponta a necessidade de um olhar ampliado sobre a crise sanitária que enfrentamos, incluindo interlocução entre as Secretarias de Saúde e Assistência Social. É necessário um diagnóstico para identificação de famílias em situação de vulnerabilidade e de definição de políticas de proteção social, de âmbito municipal, para o ano de 2021.

Gráfico 1 – Óbitos diários e média de óbitos por COVID-19 ocorridos na cidade de Pelotas.
Período de 20/6/2020 a 30/3/2021.
Gráfico 2 – Ocupação de leitos de UTI e enfermaria exclusivos COVID-19 para cidade de Pelotas.
Período de 1/6/2020 a 30/3/2021.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.