Connect with us
https://www.mvpthemes.com/zoxnews/wp-content/uploads/2017/07/zox-leader.png

Pandemia

COVID: CONFIRA O CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO EM PELOTAS

Publicado

on

A partir desta segunda-feira a Prefeitura amplia a vacinação contra a Covid-19 para idosos de 66 a 64 anos, que receberão a imunização em drive-thru e também nas escolas municipais. O Município também já tem cronograma para a segunda dose de idosos de 79 a 74 anos, assim como profissionais de saúde.

Confira o cronograma para vacinação em drive-thru de 66 a 64 anos

Segunda-feira (5) – vacinação de idosos a partir dos 66 anos, com 2.200 doses disponíveis

Terça-feira (6) – vacinação de idosos a partir dos 65 anos, com 2.400 doses disponíveis

Quarta-feira (7) – vacinação de idosos a partir dos 64 anos, com 2.600 doses disponíveis

A imunização no Centro de Eventos da Fenadoce, com entrada pela Av. Pinheiro Machado, 3390, ocorre sempre das 9h às 17h.

Imunização nas escolas 

A Prefeitura prossegue, também nesta segunda,  a imunização  nas sete escolas municipais, localizadas nos bairros de Pelotas. Poderão procurar a vacina nestes locais os idosos que não conseguiram se imunizar no drive-thru, de 69 a 67 anos, assim como a nova faixa etária- de 66 a 64 anos.

O calendário nas escolas é o seguinte:

Segunda-feira (5/04) – vacinação de idosos a partir dos 69 anos, com total de  mil doses disponíveis; 

Terça-feira (6/04) – vacinação de idosos a partir dos 68 anos, com total de mil doses disponíveis; 

Quarta-feira (7/04) – vacinação de idosos a partir dos 67 anos, com total de mil doses disponíveis; 

Quinta-feira (8/04) – vacinação de idosos a partir dos 66 anos, com total de mil doses disponíveis; 

Sexta-feira (9/04) – vacinação de idosos a partir dos 65 anos, com total de mil doses disponíveis; e, segunda-feira (12/04) – vacinação de idosos a partir dos 64 anos, com total de mil doses disponíveis. A  vacinação nas escolas municipais ocorre das 10h àS 15h, sempre mediante distribuição de fichas.

Segunda dose para idosos

A SMS também divulgou o calendário para a segunda dose dos idosos que já iniciaram a imunização contra a Covid-19. A aplicação ocorrerá em drive-thru, no Centro de Eventos da Fenadoce, e nas sete  escolas municipais.

2ª dose em drive thru:

Quarta-feira (14/4) – idosos de 79 anos; 

Quinta-feira (15/4) – idoso  de  78 anos;

Sexta-feira (16/4) – idosos  de 77 anos; 

Terça-feira (20/4)  – idosos  de 76 anos;

Quinta-feira (22/4) – idosos de 75 anos;

Sexta-feira (23/4) –  idosos  de 74 anos.

2ª dose nas  escolas:

Segunda-feira (19/4) –  idosos  de 79,78, 77 anos; 

Quinta-feira (22/4) –  idosos  de 76 e 75 anos;

Sexta-feira (23/4) –  idosos  de 74 anos.

Confira a localização das escolas

EMEF Balbino Mascarenhas – rua Cândido Augusto de Mello, 415 (Simões Lopes) – 100 doses por dia

Colégio Pelotense – rua Marcílio Dias, 1.597 (Centro) – 200 doses por dia

EMEF Ministro Fernando Osório – avenida Fernando Osório, 1.522 (Três Vendas) – 200 doses por dia

EMEF Ferreira Viana – rua João Tomaz Munhoz, s/n° (São Gonçalo) – 100 doses por dia

EMEF Afonso Vizeu – rua Francisco Moreira, 285 (Areal) – 200 doses por dia

EMEF Francisco Caruccio – rua Leopoldo Brod, 3.220 (Três Vendas) – 100 doses por dia

EMEF Francisco Barreto – rua Triunfo, 2257 (Laranjal) – 100 doses por dia

Para tornar mais rápida a imunização

As pessoas que fazem parte dos grupos prioritários são orientadas a levar preenchidos aos locais de vacinação do formulário de dados pessoais. O documento está disponível para download no site da Prefeitura.

A SMS esclarece que essa antecipação no processo , que não é obrigatória, mas  garante agilidade ao atendimento, já que os voluntários terão apenas de preencher o questionário sobre  alergias, comorbidades e outros itens clínicos.

2ª dose para profissionais da saúde

Os profissionais de saúde que receberam a primeira dose contra a Covid-19 no dia 15 de março, completarão a imunização no dia 15 de abril. Também receberão a segunda dose da vacina os profissionais que tiveram a imunização feita a partir de agendamento.

No dia 26 de abril serão imunizados com a segunda dose os profissionais que receberam a primeira nos dias 25 e 26 de março. A vacinação dos profissionais de saúde prossegue sendo realizadas no prédio do Instituto Federal Sul-Riograndense (IFsul), na praça 20, com entrada pela rua  Jornalista Candido de Melo, das 9h às 17h.

Documentos para vacinação

As pessoas que irão receber a primeira dose,  tanto nas escolas quanto no drive-thru no Centro de Eventos devem  apresentar os seguintes documentos: identidade, cartão SUS ou CPF, e comprovante de residência. Já os grupos com indicação de segunda dose precisam estar munidos da carteira de vacinação.

Quem precisa apresentar atestado médico para se vacinar

Portadores de doenças reumáticas imunomediadas

Pacientes oncológicos, transplantados ou demais casos de imunossuprimidos

Pessoas que apresentaram reação anafilática confirmada a uma dose anterior de vacina Covid-19 ou a qualquer componente dos imunizantes.

Além disso, quem faz uso de imunoglobina humana deve se vacinar com, pelo menos, um mês de intervalo entre a administração da imunoglobina e o imunizante, a fim de evitar que ocorra interferência na resposta imunológica. Não devem ser vacinadas as pessoas que apresentarem sintomas gripais ou demais doenças febris nas últimas quatro semanas.

  • Idealiza vai construir mais 20 torres no Parque Una
    A Idealiza Cidades anunciou hoje que vai fazer mais 20 torres no Parque Una, além das 32 previstas há seis anos. No total, serão 52. Abaixo, a pedra fundamental da expansão do Una.
  • Vacinação nas UBSs da Colônia será por agendamento
    Nesta terça-feira (19), teve início a vacinação contra coronavírus para pessoas a partir de 15 anos, seguindo a nova logística da Prefeitura, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) localizadas na zona rural do Município. A aplicação do imunizante, nesses locais, será por meio de agendamento com as equipes, em virtude da otimização dos frascos das […]
  • Pelotas registra 107 novos casos de covid e duas mortes
    Pelotas registrou nesta terça, 19, 107 novos casos de covid-19 e duas mortes em decorrência da doença. Infectados: idades entre 5 meses e 78 anos. Mortes: Mulher de 86 anos e homem de 72 anos. A cidade soma, assim, 1168 mortes. Até aqui são 47.470 casos de pessoas infectadas. 44.993 recuperados e 1.309 em isolamento. […]
  • Inovação é tema do Projeto Integrador da Engenharia Civil
    Encerrando os quatro módulos do Projeto Integrador, a partir desta sexta-feira (22), os alunos do curso de Engenharia Civil EaD da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) participam de palestras sobre Inovação na Construção Civil. No primeiro evento, a engenheira civil, Luiza Morselli, irá abordar os temas: “Certificações ambientais para edificações” e “Materiais sustentáveis para a […]
  • Nota conjunta de Instituições do RS sobre a situação em áreas Kaingang
    As universidades e os institutos federais gaúchos vêm a público apontar a violência que está ocorrendo em áreas Kaingang no Rio Grande do Sul, a qual tem envolvido também estudantes de nossas instituições. Temos relatos de perseguição, tortura e mortes nas terras indígenas de Serrinha, motivados por arrendamentos ilegais. É necessário que respeitemos os povos […]

1 Comment

1 Comment

  1. Ruy Brasil Veleda

    04/04/21 at 17:23

    E o pessoal com mais de 80 que foi imunizado com a vacina de Oxford. Quando será a segunda dose?

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.

Pandemia

Pelotas registra 107 novos casos de covid e duas mortes

Publicado

on

Pelotas registrou nesta terça, 19, 107 novos casos de covid-19 e duas mortes em decorrência da doença.

Infectados: idades entre 5 meses e 78 anos.

Mortes: Mulher de 86 anos e homem de 72 anos. A cidade soma, assim, 1168 mortes.

Até aqui são 47.470 casos de pessoas infectadas. 44.993 recuperados e 1.309 em isolamento.

Internações

65 pacientes (55,1% de ocupação de leitos).

14 em UTI ( 42,4% de ocupação).

51 em enfermaria (60% de ocupação).

Continue Reading

Pandemia

Covid-19 deixou 12 mil órfãos de até 6 anos no país, mostram cartórios

Publicado

on

Ao menos 12.211 crianças de até seis anos de idade no Brasil ficaram órfãs de um dos pais vítimas da covid-19 entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano. Segundo a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), 25,6% das crianças de até seis anos que perderam um dos pais na pandemia não tinham completado um ano.

Já 18,2% tinham um ano de idade; 18,2%, dois anos de idade; 14,5%, três anos; 11,4%, quatro anos; 7,8% tinham cinco anos e 2,5%, seis anos. São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Ceará e Paraná foram os estados que mais registraram óbitos de pais com filhos nesta faixa etária.

Os dados foram levantados com base no cruzamento entre os CPFs dos pais nos registros de nascimentos e de óbitos feitos nos 7.645 cartórios de registro civil do país desde 2015, ano em que as unidades passaram a emitir o documento diretamente nas certidões de nascimento das crianças recém-nascidas em todo o território nacional.

Os números obtidos pela Arpen-Brasil, entidade que representa os cartórios de registro civil do Brasil e administra o Portal da Transparência, mostram que 223 pais morreram antes do nascimento de seus filhos, enquanto 64 crianças, até a idade de seis anos, perderam pai e mãe vítimas da covid-19.

“A base de dados dos cartórios tem auxiliado constantemente os poderes públicos, os laboratórios e os institutos de pesquisas a dimensionar o tamanho da covid-19 em nosso país e o fato de termos esta parceria com a Receita Federal para a emissão do CPF na certidão de nascimento dos recém-nascidos nos permitiu chegar a este número parcial, mas já impactante”, disse, em nota, o presidente da Arpen-Brasil, Gustavo Renato Fiscarelli.

Rio de Janeiro

No estado do Rio de Janeiro, ao menos 774 crianças de até seis anos de idade ficaram órfãs de um dos pais vítimas da covid-19 entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano. Os dados foram levantados com base no cruzamento entre os CPFs dos pais nos registros de nascimentos e de óbitos feitos nos 168 cartórios de registro civil do estado.

Segundo o levantamento, no estado do Rio, 23 pais faleceram antes do nascimento de seus filhos, enquanto cinco crianças, até a idade de seis anos, perderam pai e mãe vítimas da covid-19.

“As diversas parcerias firmadas pelo Registro Civil permitiram realizar esse levantamento, unindo a base de dados dos cartórios de registro civil, o que tem nos proporcionado dimensionar o tamanho do impacto da covid-19 no Rio de Janeiro. O resultado de levantamentos como esse indica caminhos para que os poderes públicos possam ser mais assertivos na resolução de questões que envolvem a cidadania e a dignidade daqueles que ficaram órfãos”, afirmou o presidente da Arpen/RJ, Humberto Costa.

Continue Reading

Brasil & Mundo

Brasil tem menor média móvel de mortes na pandemia

Publicado

on

Em 19 de abril de 2021 o Brasil registrou a maior média móvel de morte em decorrência da covid-19: cerca de 3 mil óbitos diários. Hoje (19), exatos seis meses após o ápice, o Ministério da Saúde informa que a vacinação em massa contra a doença surtiu efeito. Segundo a pasta, a queda no número de óbitos foi de quase 90% – tendência que se acumula desde junho.

O boletim divulgado na noite de ontem (18) mostra que a média móvel de mortes está em 379,5, acompanhada pela queda expressiva também no número de novos casos da doença, que está em 12,3 mil ao dia.

“Nós temos um Sistema Único de Saúde (SUS) forte, com mais de 38 mil salas de vacinação, capaz de vacinar mais de 2 milhões de brasileiros e um governo extremamente preocupado com a vida. Por isso, adquiriu mais de 550 milhões de doses de vacinas [contra a] covid-19, investiu bilhões com habilitação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) e vacinou mais de 90% da população brasileira com a primeira dose. Vacina é a saída para acabar com o caráter pandêmico da doença. Só assim vamos retornar para o nosso normal”, afirmou em nota o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Assista na TV Brasil


Segundo Queiroga, o sucesso da ampla campanha de vacinação deve se estender para 2022 com a compra antecipada de 354 milhões de doses de vacinas aprovadas no país. O plano de vacinação para 2022 foi apresentado no início do mês de outubro.

“Nós já temos asseguradas mais de 300 milhões de doses para vacinar a nossa população. É uma vacinação um pouco diferente do que aconteceu em 2021, porque não é uma vacinação primária. Mas, o mais importante é: teremos doses de vacinas para todos”, declarou Queiroga.

O painel de vacinação do Ministério da Saúde mostra que mais de 108 milhões de brasileiros já cumpriram integralmente o esquema vacinal. Essa população corresponde a 68% do público-alvo da campanha do Programa Nacional de Imunização (PNI). A ferramenta informa, ainda, que 3,6 milhões de pessoas já tomaram a dose de reforço, recomendada para pessoas acima de 60 anos, imunossuprimidos (aqueles cujos mecanismos normais de defesa contra infecção estão comprometidos) e profissionais de saúde.

Continue Reading

Em alta