Os primeiros 100 dias da Nova Gestão da UFPel: entre Incertezas e Proposições

Abaixo, Nota da Gestão da UFPel divulgada nesta segunda-feira (3):

Os primeiros 100 dias da Nova Gestão da UFPel: entre Incertezas e Proposições

Na cidade do doce e do tambor de sopapo, não são doçuras que temos vivido nestes dias, e o som que ouvimos é de um clamor por mais atenção com tudo o que construímos, até agora, na cinquentenária UFPel. A narrativa dos primeiros 100 dias na gestão da UFPel (2021-2025) traz um misto de impasse, incertezas, mas também esperança de que possamos, com a equipe qualificada que temos, dar continuidade a um perfil de gestão propositiva e exemplar.

Impasse porque começamos com o fato de ter um reitor eleito não nomeado, Prof. Paulo Ferreira, que foi o primeiro a defender que a proposta eleita pela comunidade precisava ser implementada. Assim, nossa colega e legítima proponente conosco do programa UFPel Diversa, Profa. Isabela Fernandes Andrade, tomou posse como reitora de nossa UFPel, pondo em prática o que já estava em curso: um trabalho desenhado a várias mãos, na busca compartilhada por melhores soluções.

As incertezas se configuram em um cenário de grave pandemia, de uma crise econômica e de embates políticos. Além deste contexto, não podemos esquecer onde estamos: em uma cidade universitária, que se desponta como principal na Região Sul do Estado, e se desenvolve com a colaboração das universidades, e de sua ciência, suas pesquisas, suas ações junto à comunidade, e, no caso da UFPel, do impacto de sua presença e dos mais de 20 mil estudantes que dela fazem parte. A pandemia da COVID-19 mantém praticamente todos os servidores e estudantes realizando suas atividades acadêmicas e administrativas de modo remoto há mais de um ano. Além disso, um corte orçamentário na ordem cerca de 25%, em custeio, torna 2021 um ano de muitas dificuldades para a nossa instituição.

Durante esse período a gestão tem se manifestado publicamente contra os cortes e a desvalorização do ensino superior público, mantendo a prioridade no atendimento às políticas de permanência dos estudantes e as ações de enfretamento a pandemia.

Muito temos falado em autonomia e é com a esperança de que nossa existência, como Instituição pública, que forma profissionais em todas as áreas do conhecimento, que são suporte ao crescimento da sociedade, que temos realizado nossas ações. E muitas destas que estão no programa já se configuram efetivando os três aspectos que sublinhamos para promover uma UFPel integrada, acolhedora e contemporânea. Destacamos a seguir algumas das ações realizadas nestes 100 dias iniciais de gestão.

A UFPel já está mais integrada.

Integrar internamente unidades acadêmicas e administrativas e externamente, nossa Universidade com a comunidade, é o caminho que estamos apostando para qualificar mais nosso espaço formativo. Já está em andamento um cronograma de conversas com a comunidade acadêmica para debater sobre as demandas oriundas deste momento de pandemia e do pós-pandemia, colocando em diálogo as Pró-Reitorias Acadêmicas, bem como a participação do COCEPE (Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão), CID, PRAE e Vice-Reitoria. Deste modo chegamos ao terceiro calendário proposto desde o início da pandemia. A UFPel está na metade de seu semestre 2020/2, na modalidade Ensino Remoto Emergencial (ERE), com todas as ofertas de disciplinas e turmas, possíveis para esse meio, em andamento, já nos preparando para planejar o 2021/1. Foi intensificada a formação de servidores docentes e técnicos administrativos, professores substitutos, alunos e monitores para o uso de plataformas e ferramentas online por meio de cursos, rodas de conversa, lives, materiais informativos e manuais instrucionais.

Houve a valorização do CONSUN como espaço de debate das grandes questões da UFPel, com a definição de uma agenda anual de reuniões, tendo a pauta e a convocação sendo sempre enviadas com antecedência de uma semana ao encontro onde os temas serão tratados.

A Pós-Graduação propôs a criação de dois novos núcleos, o Núcleo de Interdisciplinaridade, Planejamento e Avaliação da Pós-Graduação, com o objetivo de estimular uma maior interdisciplinaridade institucional, e o núcleo de Planejamento e Infra-estrutura em Pesquisa, que visa o desenvolvimento e efetivação de políticas de planejamento, utilização e manutenção da infra-estrutura de pesquisa multiusuário.

Foi dado início à implantação da Superintendência do Campus Capão do Leão, a qual já terá em sua estrutura o Biotério Central e o Centro Agropecuário da Palma, que deixam de pertencer ao Gabinete da Vice-Reitoria. O futuro superintendente, que será o braço da gestão central presente permanentemente no Campus Capão do Leão, ocupa hoje o cargo de assessor da reitoria e já está liderando inúmeras atividades de integração e governança.

A Linha UFPel ampliou seu leque de produtos na Coleção 2021. A campanha de lançamento, realizada exclusivamente através das redes sociais, apresentou novas categorias de produtos como garrafinhas do tipo squeeze, ecobags em 3 diferentes modelos, cadernetas de anotações, chaveiro em metal escovado, caneca térmica, entre outros.

Já estamos em uma nova fase de divulgação de publicações com o selo da UFPel. Foram divulgadas nas redes sociais, durante o mês de março, a divulgação de mais de 20 publicações de mulheres autoras e/ou organizadoras de nossa instituição, sob a hashtag #mulheresautoras.

Através da estruturação da Agência de Inovação e Desenvolvimento Interinstitucional, a Universidade avança em sua atuação na promoção do desenvolvimento tecnológico. Várias novas ações estão em andamento: um Edital de bolsas institucionais de mestrado e doutorado na indústria será lançado nos próximos dias; a Incubadora Conectar passará para novo espaço no Parque Tecnológico e triplicou o número de vagas oferecidas; quatro novas patentes foram concedidas e três novas parcerias foram fechadas com empresas, refletindo na captação de recursos para a Instituição.

No Hospital Escola o início do ano foi marcado pela execução do Plano Diretor Estratégico do HE; a instalação de um sistema de monitoramento eletrônico de ambientes por circuito fechado de televisão – CFTV, que trouxe a um nível maior de segurança e o recebimento de equipamentos adquiridos através de recursos provenientes do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF) e de emendas parlamentares. Está em andamento o projeto de Governança, que tem como objetivo viabilizar a construção dos Blocos 1 e 2 do novo HE. E ainda, conforme ação proposta no plano de gestão, já foi implementado o Colegiado Gestor de Ensino, que tem como objetivo a identificação das necessidades dos cursos com atuação na Instituição, aproximando o HE da UFPel.

A UFPel já está mais acolhedora.

Com o compromisso de dar acesso qualificado e inclusivo, temos trabalhado para que cada vez mais pessoas possam ter a Universidade como um projeto e oportunidade de crescimento em suas vidas. Uma ação que reflete este propósito trará, nesta semana, para a apreciação no Conselho Universitário, a Resolução para acesso afirmativo de pessoas travestis e transexuais nos programas de pós-graduação. Será uma grande conquista para a sociedade no sentido de propiciar as mesmas condições de acesso à Universidade para todas as pessoas.

Durante a pandemia, o atendimento aos estudantes e servidores da Universidade foi mantido nos Restaurantes Universitários da Santa Cruz e do Campus Capão do Leão, além da entrega de refeições aos moradores da Casa do Estudante e da Residência dos Estudantes Indígenas e Quilombolas. Ainda, há a entrega semanal kits de Hortifruti (adquiridos junto às Cooperativas de Produtores da Agricultura Familiar) aos estudantes de maior vulnerabilidade.

Foi criado o PIAPE (Programa Institucional de Acompanhamento e Apoio Pedagógico) junto à Pró-reitorias de Assuntos Estudantis oferecendo apoio de cunho permanente, em três formas: por e-mail, atendimento individual ou coletivo através da interação em ambiente virtual. Diferentes temáticas são abordadas pelas pedagogas, atuando ativamente na promoção da qualidade de vida do aluno.

Ainda temos o apoio do NATE (Núcleo de Apoio a Tecnologias Educacionais) para atendimento a servidores e estudantes, para dúvidas e capacitações no ambiente virtual. Já o sistema de bibliotecas evidenciou a ampliação de acesso e consultas em seu acervo virtual, o que nos permite ver cada vez mais a importância de nosso repositório e das assinaturas feitas em bancos de acesso virtuais.

A recepção virtual também foi o meio de acolhimento dos estudantes na Calourada 2021, num movimento criativo, coordenado pela equipe da Coordenação de Comunicação Social (CCS) com apoio das Pró-reitorias, Vice-Reitoria, Reitoria e colaboradores. Neste evento, houve a apresentação da Instituição em sua organização, com diversas atividades artístico-culturais, que deram um pouco da dimensão da UFPel.

No dia 20 de janeiro foi realizada a inauguração da nova casa dos estudantes indígenas e quilombolas. O prédio novo, localizado próximo ao Campus Anglo, foi alugado com o intuito de proporcionar uma moradia acolhedora, na qual haja respeito aos costumes e diversidade dos estudantes que ingressaram na Universidade por meio de processo seletivo específico para indígenas e quilombolas.

A UFPel aderiu ao Programa de Mobilidade Virtual Internacional ANDIFES e divulgou edital de chamamento para cursos a serem oferecidos em língua estrangeira a parceiros internacionais, na modalidade virtual, de forma a proporcionar aos participantes uma experiência de imersão em diferentes aspectos da cultura brasileira.

Está pronto para ser lançado este mês um inédito edital exclusivo para bolsas de extensão para projetos desenvolvidos nos pólos da Universidade Aberta do Brasil (UAB) da UFPel. Um primeiro passo para a promoção do incremento na qualidade de nossos na modalidade EaD, como do pertencimento dos alunos destes cursos à UFPel.

Foram realizadas homenagens aos aposentados, em formato virtual, coordenado pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progep). Os homenageados foram presenteados com produtos da nossa linha UFPel, enviados a suas casas. O evento é de extrema importância como reconhecimento aos servidores que construíram conosco a UFPel.

A UFPel já está mais contemporânea.

Estar no cenário contemporâneo significa poder identificar e atender demandas que podem dar impulso ao desenvolvimento da Universidade, projetar crescimento, tanto em recursos humanos quanto em temas pertinentes à contemporaneidade, em educação, cultura, ciência e tecnologia.

Através de uma ação que movimentou todas as Universidades Federais e o MEC, demonstrando o domínio técnico da UFPel sobre os temas de gestão de pessoas, a Universidade recebeu novas vagas docentes, disponíveis para a contratação a partir de 2022, em um número que não ocorria desde o REUNI. Esta novidade nos traz a felicidade de poder consolidar cursos e elaborar novas estratégias que atendam à comunidade.

A ampliação da qualidade acadêmica, comprovada pelo Índice Geral de cursos de graduação, segue em andamento, apresentando crescimento contínuo. Do ponto de vista pedagógico destaca-se a melhoria dos resultados do ENADE, além da qualificação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos, que neste ano foram todos digitalizados, eliminando os documentos físicos e facilitando sua atualização e adequação.

A UFPel passou a administrar a Estação de Tratamento de Água do Campus Capão do Leão, atuando em parceria com a Embrapa, promovendo ações de qualificação de estrutura, alterando o ponto de coleta de água, o que está qualificando em muito a qualidade da água nesse Campus. O planejamento que vem sendo planejado prevê que toda a água do Campus seja provida integralmente pela CORSAN a partir da metade do próximo ano.

Foi constituída comissão que está organizando o Programa de Formação para Gestores. Neste momento está se realizando o diagnóstico de necessidades junto às Unidades Administrativas e sua primeira edição está prevista para acontecer entre julho e novembro 2021.

Está sendo proposta a criação do Núcleo de Governança e Controle dentro de Gabinete da Reitoria, tendo atuação, entre outros, no sistema de controle de auditorias da Controladoria Geral da União (CGU) em que a UFPel precisa atualizar um passivo de ações realizadas para por em dia sua relação com este órgão de controle. Além disso, esse núcleo passa a gestar um processo para promover ações de governança para melhorar processos institucionais.

Foram implementadas as ações iniciais necessárias ao ajuste da UFPel às orientações previstas na Lei Geral de Proteção de Dados, tema extremamente relevante dada a quantidade de dados que a instituição processa, envolvendo diferentes níveis de confidencialidade.

Em parceria com o Centro de Letras e Comunicação estabeleceu-se a reserva de 10% vagas nos cursos de línguas estrangeiras para os servidores da Universidade, permitindo a qualificação dos trabalhadores pelas competências da própria instituição.

Enfim, estas são algumas das ações que já deram início à nova Gestão da UFPel, neste momento atenta e na luta pela sobrevivência e crescimento da Universidade pública, gratuita de qualidade, com grande inserção social nesta cidade e Região com a qual colabora.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.