Aziz: “Nota das Forças Armadas foi desproporcional”

O senador Omar Aziz (PSD/AM) comentou a nota do ministro da Defesa e das Forças Armadas:

“Ninguém teve uma relação melhor do que eu, como o Governador com as Forças Armadas no meu estado, mas convivi com grandes generais, general Villas Bôas, grande comandante do Exército Brasileiro, grande comandante. O que eu disse é pontual, que há muito tempo membros da Força Armada e alguns reformados não se falava um  AI das Forças Armadas.

E hoje, o ex-sargento aeronáutico foi depor e foi preso poque mentiu, foi o que pediu, um dólar com vacina. Presidente. O coronel Élcio que está lá hoje. Foi o homem da Covaxin. Não tenho nada. Até vários pedidos para convocar o ministro da defesa Brega Neto. Não pautei nenhuma vez. Porque eu não entendo que o ministro Barga Neto pudesse contribuir na investigação. General Ramos, vai lá, tem vários pedidos. Em respeito às forças armadas. Não convoquei. Hoje, o Marcos do Val foi à minha mesa, me chamou atenção e eu refiz.

A nota é desproporcional, presidente. É muito desproporcional. Vossa excelência, como presidente do Senado, deveria dizer isso no seu discurso. Eu sou um membro dessa casa. Eu não aceito que intimide o senador da república. Era isso que eu esperava de vossa excelência”.

Omar Aziz rebate nota do ministro da Defesa e dos comandantes militares

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.