Prefeitura e instituto Abrace organizam vacinação de jovens com comorbidades

Em uma nova reunião entre a Prefeitura de Pelotas e o Instituo Abrace, na tarde desta quarta-feira (14), foram atualizadas as informações sobre o processo de vacinação contra o coronavírus para crianças e adolescentes com comorbidades, mais especificamente para aqueles na faixa etária de 16 a 18 anos.

A projeção é de que na próxima semana o município receba o quantitativo de doses suficientes para a imunização deste público.

Embora ainda não tenha sido publicado nas últimas normatizações da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) desta semana, a inclusão deste grupo para imunização aguarda apenas a chegada de novas remessas da vacina Pfizer ao Estado, a definição da CIB e a publicação da nota técnica da Secretaria Estadual da Saúde (SES) indicando os critérios.

Enquanto isso, a prefeita Paula recomendou a organização e o detalhamento para agilizar o processo. “Vamos então organizando a logística, identificar o quantitativo de pessoas, o tamanho deste grupo e avaliar o local mais adequado, enquanto aguardamos a CIB,” encaminhou a prefeita.

A representante do Instituto Abrace, em Pelotas, Gabriela Mazza, que também participou da reunião, tem mobilizado as autoridades públicas, junto de outros pais e responsáveis por crianças e adolescentes com comorbidades para garantir a vacinação desse grupo, desde que a Anvisa  aprovou a vacina Pfizer para este público.

As reuniões para o planejamento da ação com representantes do Instituto Abrace, Amparho, Apadpel e do grupo de mães Nosso Mundo Colorido começam nesta quinta-feira (15).Também participaram da reunião o vereador Cristiano Silva (PSDB), e os secretários de Saúde, Roberta Paganini, e de Governo e Ações Estratégicas, Fábio machado.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.