Connect with us
https://www.mvpthemes.com/zoxnews/wp-content/uploads/2017/07/zox-leader.png

Brasil & Mundo

Daniel Trzeciak explica voto a favor do Voto Impresso

Published

on

O Amigos ouviu o deputado federal pelo PSDB gaúcho Daniel Trzeciak, sobre sua decisão de não seguir a orientação do partido para a bancada federal, contra o Voto Impresso:

Não acreditas nas urnas eletrônicas?

É preciso deixar claro: pela proposta votada ontem, a urna eletrônica continuaria existindo. A impressão do voto seria um complemento. O recibo cairia diretamente numa urna, sem qualquer contato do eleitor. O eleitor não sairia com qualquer comprovante. Acredito e confio nas urnas eletrônicas. Mas não vejo por que não aprimorar o sistema de votação atual. A meu ver, e como cidadão, temos que ser favoráveis a tudo o que for no sentido de conferir maior transparência ao processo, maior lisura, maior segurança. A forma como deveria ser feita a apuração era outra história, teria que ser regulamentada em outro momento, seja por lei, seja por resolução do TSE. Ontem, a votação era para responder: queremos ou não esse complemento às urnas eletrônicas? Ganhou o não. Mas é bom lembrar que o tema não é novo. Desde FHC esse tema retorna. Em 2002, 2009 e 2015 vimos o Congresso aprovando o voto impresso e, no fim, o STF suspendendo a eficácia das leis aprovadas.

Por que não seguiste a orientação do partido de recusar a PEC?

A Bancada Federal, assim como a Executiva Nacional, ponderou e debateu muito o tema. Tenho a liberdade de divergir. E muitos deputados do PSDB também divergiram. Na minha leitura, o voto impresso auditável colocaria fim à tentativa de tumulto antecipado das eleições do ano que vem. Era uma tentativa de diminuir ao máximo a instabilidade política para 2022. Gostemos ou não, é fato que uma parcela da população passou a não confiar tanto nas urnas eletrônicas. Se é assim, volto a repetir, por que não buscar o aprimoramento do processo? A proposta em debate era pelo voto impresso em papel auditável, mas pode vir a ser o voto auditável certificado em documento eletrônico também, como propõem alguns engenheiros do ITA. Enfim, a busca por melhoramentos deve ser contínua.

Não contou na sua decisão a preocupação com emendas suas para a região, que poderiam, por retaliação, ser travadas?

Os recursos que o mandato vem conseguindo para Pelotas e região independem de qualquer votação. Além de ser uma prerrogativa constitucional que todo parlamentar possui, de fazer indicações impositivas ao orçamento, cabe a cada parlamentar buscar alternativas para descentralizar recursos concentrados em Brasília ou em outras regiões. A mim cabe conhecer as realidades mais carentes e buscar resolvê-las. Meu foco está aí: contribuir para melhorar a vida das pessoas.

Li interpretações na imprensa de que o racha nos votos na bancada tucana teria a ver com uma disputa entre Aécio e Doria e as prévias do PSDB para presidente. Não procede?

Desconheço a origem dessa interpretação, até porque trabalho para que o candidato vencedor das prévias seja o Eduardo Leite. É quem tem no diálogo e no respeito às divergências as ferramentas essenciais para pacificar o país e implementar o ritmo de reformas necessárias para destravar a máquina pública.

Daniel

1 Comment

1 Comment

  1. Roberto Martinez Nunes

    12/08/21 at 11:50

    Parabéns pela posição. tudo o que se pode aprimorar porque não?

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.

Puro prazer