Chuva ultrapassa mais da metade do volume previsto para todo o mês

O volume de chuvas registrado nas últimas 48 horas – até o meio-dia desta terça-feira (24) – ultrapassou mais da metade da previsão mensal, informa a prefeitura. Choveu, em média, 60 milímetros, enquanto as tabelas pluviométricas indicam 119 milímetros para agosto em Pelotas. O Município está em alerta e aconselha a população a se proteger, evitando andar nas ruas, sempre que possível, e evitando procurar abrigo ou estacionar veículos embaixo de árvores ou fiação elétrica.

As secretarias de Serviços Urbanos e Infraestrutura (Ssui), de Assistência Social (SAS), de Qualidade Ambiental (SQA), de Transporte e Trânsito (STT), mais o Sanep e a Defesa Civil mantêm plantão de 24 horas para atender a situações de emergências que possam surgir.

Os pluviômetros monitorados pelo Sanep, em diferentes pontos da cidade, acusaram o acumulado com os seguintes volumes: Centro – 60 milímetros, Barragem – 55 milímetros, Porto, pouco mais de 70 milímetros. Para fazer frente às intensas precipitações, a autarquia mantém o funcionamento, a pleno, das oito casas de bombas, com equipes de plantão para assegurar a vazão das águas conduzidas pelos canais. Até o meio-dia desta terça-feira, não havia registro de chamadas de emergência para o Departamento de Drenagem.

Pedido de ajuda

A Defesa Civil recebeu pedido de ajuda de uma família da Vila Castilhos. A queda de granizo, no fim de semana, provocou danos nas telhas da casa e foi cedida uma lona para cobrir o telhado. Não houve necessidade de remoção dos moradores e de seus pertences.

A Defesa Civil atende, ininterruptamente, pelo telefone 153. Esse contato está à disposição da população para ajuda em situações de urgência.

Assistência Social

O plantão de assistência social não recebeu, até o meio-dia desta terça-feira, pedido de ajuda da população em razão das chuvas. No entanto, a Secretaria está equipada com cobertas, roupas e outros itens, prontos para ser disponibilizados, caso seja necessário.

Equipes, retroescavadeiras e caçambas

A chuva formou áreas com alagamentos em algumas regiões da cidade. A Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura deslocou equipes, retroescavadeiras e caçambas para a Sanga Funda e Getúlio Vargas, onde o problema apresentou-se mais acentuado, para abertura de valetas e de travessias de drenagem.

Em outras áreas, os alagamentos foram em locais pontuais e também recebem intervenções.

Qualidade Ambiental e Transporte e Trânsito

A SQA não registrou nenhuma ocorrência em razão das chuvas, como queda de árvores ou galhos. A STT informa que não houve necessidade de interdição de vias públicas devido a alagamentos. Ambas mantêm plantões.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.