Connect with us
https://www.mvpthemes.com/zoxnews/wp-content/uploads/2017/07/zox-leader.png

Cultura & entretenimento

CAMINHOS DA MEMÓRIA. Por Déborah Schmidt

Publicado

on

Nick Bannister (Hugh Jackman) é um investigador particular da mente que ajuda seus clientes a acessar memórias perdidas. Quando a cantora Mae (Rebecca Ferguson) busca seus serviços, os dois acabam se apaixonando até que ela desaparece sem deixar vestígios, deixando o protagonista obcecado em encontrá-la.  

O longa é ambientado em uma Miami distópica e devastada pelo aquecimento global, uma vez que as marés subiram e alagaram boa parte da cidade e as pessoas trocaram o dia pela noite por causa do calor. Dirigido e roteirizado por Lisa Joy, criadora, produtora e roteirista da série Westworld, a produção é construída através de um universo noir futurista, repleto de referências a grandes filmes do gênero, como A Origem e Blade Runner.  

Assim que Mae desaparece, Nick cria um vínculo de dependência com o resgate das memórias. Todos os dias, ele revive suas lembranças a fim de encontrar pistas de seu paradeiro. Aliás, é justamente neste momento que o filme perde seu brilho. O que inicia como uma obra potencialmente profunda e complexa se transforma em uma trama de investigação regular. São tantos elementos presentes na narrativa, como a nostalgia e o caos político e social de Miami, que é surpreendente que a diretora não tenha desenvolvido nenhum destes temas com a devida atenção. Com isso, a impressão que temos é que o filme está sempre caminhando para uma grande revelação ou mudança de ritmo, o que nunca acontece.  

Apesar de simples, o roteiro peca em sua própria construção, transformando a trajetória de Nick em um longo e doloroso processo de desmitificação do poder da memória. Várias vezes durante a história, o protagonista fala sobre como as pessoas se prendem às memórias e como o passado pode assombrar alguém. Ou ainda, como o passado pode ser viciante e que a nostalgia se tornou o único caminho possível, visto que não há muito que esperar do futuro.  

Misterioso, visualmente deslumbrante e com um ótimo elenco, Caminhos da Memória é a estreia promissora, porém abaixo da expectativa, de Lisa Joy na direção de um longa-metragem.  

Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.

Cultura & entretenimento

O tema da vida

Publicado

on

“Não precisei ir aos livros para saber que o tema da vida é conflito e dor. Instintivamente, todas as minhas bufonadas se baseavam nisso: colocar as criaturas em dificuldades e fazê-las sair delas”.

Charles Chaplin.

Chaplin em Ombro, Armas

Continue Reading

Cultura & entretenimento

Baldwin foi informado de que arma era segura

Publicado

on

A arma com que Alec Baldwin matou Halina Hutchins, diretora do filme Hust, rodado em Santa Fé, nos EUA, foi entregue a ele por um assistente de direção.

O homem teria dito que a pistola era segura, segundo a polícia.

O diretor assistente Dave Halls não sabia que a arma tinha munição de verdade e afirmou que ela não estava carregada gritando “arma fria”, segundo o documento judicial.

PUBLICIDADE

Continue Reading

Cultura & entretenimento

Gel de garrafa térmica

Publicado

on

Estamos vivendo mesmo tempos difíceis.

Outro dia, em um vídeo do Reels, uma pessoa, no balcão de uma mercearia, tentou espremer gel higienizador da covid de uma garrafa térmica.

Enganou-se de recipiente, ardeu nas mãos.

Tem que ter resiliência de Kung Fu.

PUBLICIDADE

Clique aqui para um tour pela Escola Mario Quintana

https://marioquintana.com.br/tourvirtual/

Continue Reading

Em alta