Connect with us
https://www.mvpthemes.com/zoxnews/wp-content/uploads/2017/07/zox-leader.png

Eleições 2022

Eduardo Leite nega em nota que possa ficar inelegível

Publicado

on

Caso se refere a uma Ação de 2014, movida pelo Ministério Público, que requereu a anulação de contrato firmado pelo Município de Pelotas, quando o prefeito era Eduardo Leite, e o Instituto INDG (consultoria Falconi), no valor de R$ 2,1 milhões, com o objetivo oficial de que a consultoria ajudasse a melhorar os indicadores da educação na rede municipal.

O contrato foi anulado.

Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.

Brasil & Mundo

“A enrolação de Wyllys”

Publicado

on

O ex-deputado Jean Wyllys foi ao Twitter atacar Ciro Gomes.

“Que sujeito histérico, desequilibrado… que chilique; que piti; que ataque de pelancas! Será que é falta de mulher ou dormiu de calça jeans? Como um machista de cristal desses quer governar o país? Que descida.”

Questionado pela fala machista – “falta de mulher” – saiu-se com essa explicação:

Vou acrescentar algo porque a milícia digital cirista é burra como a bolsonarista: o meu tweet é uma reversão da reação mais frequente que homens heteros (brancos em geral) têm quando uma mulher reage a um ataque. Se vocês da (flor) não entendem ironia, o problema é de vocês.

Da redação: Isso se chama enrolação. Vai torcer argumento assim, para se justificar, em Berlim. Tem quem caia no discurso.

Continue Reading

Eleições 2022

TSE começa testes de segurança de urnas eletrônicas

Código-fonte é um conjunto de linhas de programação de um software, com as instruções para o devido funcionamento do sistema

Publicado

on

O Tribunal Superior Eleitoral abriu nesta segunda-feira (11) a fase de inspeção dos códigos-fonte das urnas eletrônicas para as eleições de 2022, por duas semanas, como parte dos preparativos para o chamado Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação.

Em 2021, o teste público será de 22 a 26 de novembro e conta com uma lista de 39 investigadores inscritos.

Código-fonte é um conjunto de linhas de programação de um software, com as instruções para o devido funcionamento do sistema.

PUBLICIDADE

Além de visitar a área onde está exposto o código-fonte, o grupo poderá conferir apresentações sobre o sistema eletrônico de votação, realizadas por integrantes da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE.

Após as urnas eletrônicas virarem alvo de ataques de Jair Bolsonaro, o TSE antecipou a abertura dos códigos-fonte das urnas eletrônicas que serão usadas nas eleições 2022.

Continue Reading

Eleições 2022

A um ano das eleições, Bolsonaro carrega a maior rejeição da história

Nunca o eleito, de 1989 a 2014, teve mais do que cerca de um terço do eleitorado declarando não votar nele de jeito nenhum

Publicado

on

Folha de S. Paulo pública nesta segunda, 11:

“O total do eleitorado que declara hoje que não votaria de jeito nenhum a favor da sua reeleição é de 59%, 21 pontos percentuais a mais do que seu principal adversário até agora na disputa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) —com 38%.

A atual rejeição a Bolsonaro é, disparada, a maior medida pelo Datafolha na comparação com a dos presidentes que foram eleitos nas oito disputas anteriores, incluindo ele próprio em 2018.

Nunca o eleito, de 1989 a 2014, teve mais do que cerca de um terço do eleitorado declarando não votar nele de jeito nenhum.

Bolsonaro já havia batido esse recorde em 2018. Ele chegou à reta final da campanha com 44% de rejeição, mas conseguiu a vitória no segundo turno. Seu principal oponente, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), também amargava um índice negativo similar, 41%”.

Veja a rejeição durante a campanha dos presidentes eleitos

1994 – FHC (PSDB) – 12% a 17% (maio a setembro de 1994)

1998 – FHC (PSDB) – 25% a 21% (março a setembro de 1998)

2002 – Lula (PT) – 30% a 29% (nov.2001 a set.2002)

2006 – Lula (PT) – 30% (out.2005 a set.2006)

2010 – Dilma (PT) – 21% a 27% (dez.2009 a set.2010)

2014 – Dilma (PT) – 27% a 33% (out.2013 a set.2014)

2018 – Bolsonaro (PSL) – 33% a 44% (set.2017 a out.2018)

Continue Reading

Em alta