Connect with us

Brasil & Mundo

UFPel tem 14 pesquisadores reconhecidos entre os mais influentes do mundo

Acadêmicos foram classificados em duas listas

Publicado

on

Divulgada pela Universidade de Stanford, uma edição atualizada da lista dos 2% de pesquisadores com mais influência do mundo conta com 14 cientistas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Foram divulgadas duas listas.

A primeira, com os pesquisadores avaliados por seu impacto em toda a sua carreira e a segunda, referente às publicações no último ano. O destaque aos cientistas está relacionado ao impacto de suas produções acadêmicas, avaliado a partir das citações de seus artigos.

No primeiro levantamento, associado aos pesquisadores mais citados ao longo da sua carreira, a UFPel conta com sete pesquisadores incluídos. Destes, cinco estão vinculados à Faculdade de Medicina (FAMED), um à Escola Superior de Educação Física (ESEF) e um à Faculdade de Odontologia. Todos esses cientistas desempenham estudos na área da saúde, especificamente ligados à área de Saúde Pública, estando vinculados aos Programas de Pós-Graduação (PPG) em Epidemiologia, Educação Física e Odontologia da UFPel. São eles: César Victora, Aluísio Barros, Pedro Hallal, Joseph Murray, Ana Menezes, Bernardo Horta e Flávio Demarco.

Já na segunda lista, relacionada aos 2% de pesquisadores mais citados no último ano, dentre 7.658.440 pesquisadores do mundo, a UFPel tem 14 cientistas – incluídos aqueles já mencionados na primeira lista.

Além desses primeiros, os pesquisadores que englobam essa segunda lista atuam em áreas de saúde, alimentos e química, destes pesquisadores oito estão vinculados à FAMED, dois à Odontologia, dois à Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (FAEM) e dois ao Centro de Ciências Químicas, Farmacêuticas e de Alimentos (CCQFA).

Publicidade

Os pesquisadores reconhecidos atuam nos Programas de Pós-Graduação em Epidemiologia, Odontologia, Educação Física, Ciência e Tecnologia de Alimentos (PPGCTA) e Química da UFPel. São eles: Suzete Chiviacowsky, Elessandra Zavareze, Álvaro Dias, Rafael Moraes, André Fajardo, Éder Lenardão e Fernando Hartwig.

PUBLICIDADE

O pesquisador do PPG em Epidemiologia e Educação Física, Pedro Hallal, explica ser um prazer possuir seu nome lembrado, principalmente por ser mais comum a inclusão de cientistas com uma idade mais avançada.

“Esse reconhecimento reflete o bom trabalho que o nosso grupo vem fazendo na área de atividade física e saúde há muito tempo, e isso é um trabalho coletivo e não individual. Mas transparece também o desempenho dos trabalhos recentes que estamos fazendo nas pesquisas em Covid-19, que embora no Brasil, sejam motivo de muita discussão pela postura anti-ciência do governo, no contexto internacional as nossas pesquisas são das mais relevantes que existem sobre Covid-19 no mundo”, disse.

A cientista do PPG em Ciência e Tecnologia de Alimentos, Elessandra Zavareze (PPGCTA), destaca ser uma alegria possuir seu nome novamente na listagem dos 2% dos pesquisadores mais citados do mundo e diz que isso significa que os trabalhos desenvolvidos pelo PPGCTA, especificamente na área de biopolímeros e nanotecnologia em alimentos, estão tendo importância mundialmente.

“Isso nos incentiva a nos empenhar cada vez mais em nossas pesquisas e sempre visando trazer melhorias na sociedade em geral. Quero agradecer a UFPel, aos órgãos de fomento e, principalmente, aos nossos orientados e colegas que compõem o grupo de pesquisa. E dizer que essa notícia foi, realmente, recebida com muita alegria e é motivo de comemoração”, finaliza.

Publicidade

Já o cientista do PPG em Epidemiologia, Fernando Hartwig, comenta que a profissão de pesquisador e professor é considerada importante, mas o reconhecimento dificilmente aparece de fato. Por isso, receber esse destaque é muito significativo.

“Acredito que temos que receber esse tipo de notícia com alegria e gratidão, mas com uma certa cautela, entendendo que diferentes realidades estão sendo avaliadas, através dos mesmos critérios e questionar até que ponto isso fornece uma avaliação balanceada de todos os pesquisadores, em todos os países, nas diferentes áreas”, disse.

O pesquisador de PPG em Epidemiologia, César Victora, comenta estar feliz ao ver seu nome incluído na lista de pesquisadores reconhecidos pela Universidade de Starford, ao lado de vários outros colegas que trabalham também no PPG em Epidemiologia. “É com muita satisfação que eu vejo esse reconhecimento internacional pelo trabalho desenvolvido dentro da nossa UFPel”, disse.

Confira a listagem:

Os sete mais influentes ao longo da carreira:
César G. Victora
Aluísio J. D. Barros
Pedro C. Hallal
Joseph Murray
Ana M. B. Menezes
Bernardo L. Horta
Flávio F. Demarco

Os 14 mais influentes no último ano:
César G. Victora
Aluísio J. D. Barros
Pedro C. Hallal
Joseph Murray
Ana M. B. Menezes
Bernardo L. Horta
Flávio F. Demarco
Suzete Chiviacowsky
Elessandra Zavareze
Álvaro R. G. Dias
Rafael R. Moraes
André R. Fajardo
Éder J. Lenardão
Fernando P. Hartwig

Os nominados:

Publicidade

César G. Victora – Epidemiologia

***

Pedro C. Hallal – Epidemiologia e Educação Física

***

Aluísio J.D. Barros – Epidemiologia

***

Bernardo L. Horta – Epidemiologia

***

Joseph Murray – Epidemiologia

***

Flávio F Demarco – Epidemiologia e Odontologia

***

Suzete Chiviacowsky – Educação Física

Publicidade

***

Ana M. B. Menezes – Epidemiologia

***

Elessandra Zavareze – Ciência e Tecnologia de Alimentos

***

Álvaro R. G. Dias – Ciência e Tecnologia de Alimentos

***

André R. Fajardo – Química

***

Rafael R. Moraes – Odontologia

***

Éder J. Lenardão – Química

***

Fernando P. Hartwig – Epidemiologia

Publicidade

Publicidade
Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Brasil & Mundo

Banco do Brasil faz mutirão de renegociação de dívidas

Também será possível descontos nas taxas de juros e prazo de até 100 meses

Publicado

on

O Banco do Brasil (BB) começa nesta segunda-feira (6) um mutirão de negociação de dívidas que vai até o dia 17 de dezembro, com descontos de até 95% para pagamento à vista das dívidas vencidas. Também será possível descontos nas taxas de juros e prazo de até 100 meses para renegociação a prazo de operações vencidas, conforme o banco.

“As condições estão disponíveis para mais de 3,5 milhões de clientes – pessoa física, produtor rural e pessoa jurídica, que possuam dívidas inadimplidas oriundas de operações de crédito pessoal, cartão de crédito, cheque especial e outras”, diz nota da instituição financeira.

Para fazer a negociação os clientes podem procurar as agências do banco também os canais digitais: internet, App, WhatsApp (61-4004-0001) e pela Central de Atendimento (4004-001/ 0800 729 0001). 

Segundo a gerência executiva da Unidade Cobrança e Reestruturação de Ativos Operacionais do BB, o mutirão de renegociação “visa proporcionar aos nossos clientes a possibilidade de renegociar suas dívidas, para começar 2022 tranquilo, além de incentivar a educação e planejamento financeiro pessoal e contribuir para a retomada da economia”.

Continue Reading

Brasil & Mundo

Aos 72 anos, morre a atriz Mila Moreira

Mila começou a trabalhar como modelo nos anos 60

Publicado

on

Morreu hoje (6), no Rio de Janeiro, a atriz Marilda Moreira da Silva, conhecida por Mila Moreira. Ela tinha 72 anos e estava internada no Hospital Copa Star, em Copacabana. A causa da morte não foi divulgada.

Mila começou a trabalhar como modelo nos anos 60. Nos anos 70, foi jurada do programa do Chacrinha.

Ela foi uma das primeiras modelos a migrarem do mundo da moda para as novelas de televisão. Em 1979, trabalhou na sua primeira novela: Marrom Glacê, de Cassiano Gabus Mendes, na Rede Globo.

Participou de mais de 30 novelas e minisséries para a televisão. No cinema, trabalhou em seis produções.

Mila Moreira foi casada com o designer Hans Donner e com os atores Luis Gustavo, Gracindo Junior e Eduardo Conde.

Publicidade
Continue Reading

Brasil & Mundo

Projeto cria cadastro nacional com foto de pedófilos

Os dados serão levantados pelo Conselho Nacional de Justiça

Publicado

on

Um cadastro nacional vai reunir pessoas condenadas por crimes relacionados à pedofilia. A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira (6) o projeto de lei que cria esse cadastro. 

Os dados serão levantados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Além das informações, a ficha contará com foto do condenado.

Entre os crimes estão estupro de vulnerável; corrupção de menores; exploração sexual de criança, adolescente ou vulnerável; e delitos praticados por meios digitais, como produzir, armazenar, divulgar ou expor vídeo de sexo envolvendo criança ou adolescente.

A matéria é de autoria do deputado Nivaldo Albuquerque (PTB-AL) e será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Como tem caráter conclusivo, uma vez aprovada, não vai a plenário.

Continue Reading



Publicidade
Publicidade

Mais lidas em três dias