Connect with us

Especial

Parada da Diversidade Sexual em Pelotas vai imitar o estilo “tapete vermelho do Oscar”

Haverá shows de drag queens, atores, bailarinos, cantores, rappers, etc.

Publicado

on

A Semana da Diversidade de Pelotas deste ano terá algumas inovações. Segundo a prefeitura, “a grande novidade será a Parada da Diversidade em novo formato, ao estilo Red Carpet, no Theatro Guarany, que prevê de 15 a 25 apresentações de artistas – os que forem contemplados pelo edital -, entre shows de drag queens, atores, bailarinos, cantores, rappers, etc”.

Continua a prefeitura:

“Será um evento mais teatral. Queremos mostrar a seriedade do Movimento, que pode ocupar qualquer espaço e promover eventos de qualidade”, adiantou Gengiscan Pereira, do Coletivo Juliana Martinelli, um dos organizadores da Semana. 

A prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura), é apoiadora da Semana da Diversidade, uma realização conjunta de instituições, ONGs, OSCs e coletivos do movimento LGBT de Pelotas.

“Poucas Paradas do nosso país têm o apoio institucional do Poder Público, que é muito importante para a realização de um bom evento”, destacou Pereira, artista que ficou conhecido por meio de sua personagem, a drag Abigail Foster.

No final da tarde desta quinta (25), a equipe organizadora da Semana da Diversidade concedeu uma coletiva à imprensa para divulgação da programação do evento, que ocorre de 28 de novembro a 5 de dezembro, e terá atividades remotas e presenciais.

Publicidade

O secretário de Cultura, Paulo Pedrozo, enalteceu a importância da Semana da Diversidade, que está em sua 5ª edição e alcança a 20ª Parada. 

Uma das organizadoras, a trans Marcia Monks, integrante da Ong Vale a Vida, falou sobre o tema desta edição, Sobre(viver), que vai abordar a sobrevivência em diversos sentidos. “É um tema transversal, que atravessará todas as mesas de conversas da Semana. Vamos falar de nossas vidas, de nossos corpos e também das nossas vivências, de tudo o que temos que enfrentar no dia a dia, devido ao preconceito.”

Marcia explicou que a edição quer homenagear as sobreviventes e todas aquelas que foram brutalmente assassinadas pelo preconceito – a ativista recordou que a expectativa de vida de transexuais no Brasil é de 35 anos.

“O Brasil é o país que mais mata transexuais e travestis no mundo e, ironicamente, também é o que mais acessa sites de conteúdo erótico envolvendo trans e travestis, o que demonstra a hipocrisia do nosso país”, ponderou Marcia.

Marcos Ronei Fernandes, do Grupo Também, que integra a organização, recordou que desde julho foram realizadas reuniões semanais para planejar, minuciosamente, a programação da Semana da Diversidade.

Confira a programação:

Domingo 28/11 às 17h

– Abertura Oficial – Memórias da Diversidade.

Publicidade

Mediadora da mesa, a drag Abigail Foster entrevistará convidados que irão resgatar a história do Movimento LGBT em Pelotas, tanto das quatro edições passadas da Semana da Diversidade quanto da Parada, que teve início em 2002. Local: Canal do Youtube.

Segunda-feira 29/11

Às 10h – Ato de hasteamento da bandeira LGBT no Paço Municipal.

Às 14h – O Legado de Juliana Martinelli: Ativismo e Assistência Social.

Participação da ONG Vale a Vida, OSC Gesto e Coletivo Juliana Martinelli. 

Local: Canal do Youtube.

Às 19h – Ato de hasteamento da bandeira LGBT no Colégio Municipal Pelotense.

Publicidade

Terça-feira 30/11

Às 17h – Diversidade, Inclusão e Permanência de LGBTQIA+ na Escola.

Integrantes do Grupo Também e a convidada Bárbara, egressa do Colégio Pelotense, vão conversar sobre políticas públicas voltadas à permanência da população LGBTQIA+ na Escola.

Local: Canal do Youtube.

Quarta-feira 1°/12

Das 13h às 19h – Prep na Rua – Ação de rua em Alusão ao Dia Mundial de combate à Aids.

Evento abordará a doença, com aconselhamento e distribuição de preservativos. Organização da Rede de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Grupo PositHIVes (grupo de estudos do curso de Psicologia da UFPel), Rede Equidades, Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Ainds (RNP+C).Local: Largo Edmar Fetter (Mercado Central).

Publicidade

Quinta-feira 02/12

Às 9h30min – Fórum do Conselho Municipal de Direitos da Cidadania LGBT em Pelotas.

Diálogo e prestação de contas da atuação do primeiro mandato do Conselho, durante os dois anos de gestão, e preparação das chapas para a nova eleição.

Local: Secretaria de Cultura.

Às 20h30min – Movimento LGBTQIAP+ e PVHA: Uma História a ser Resgatada. Uma mesa redonda com ativistas e vereadores sobre a história do Movimento LGBT. Participação da vereadora de São Paulo Érika Hilton; Lázaro Silva, da Rede de Jovens Vivendo com HIV/Aids no Rio de Janeiro; Rafaela Queiroz, psicóloga que integra o Movimento Nacional das Cidadãs PositHIVas, e a artivista Maria Sil.

Local: Canal do Youtube.

Sexta-feira 03/12

Publicidade

Às 14h – Intersexo: Precisamos conversar.

Pela primeira vez a Semana da Diversidade fará uma mesa para conversar sobre as pessoas intersexuais, aquelas que naturalmente desenvolvem características sexuais que não se encaixam nas noções típicas de sexo feminino ou sexo masculino, não se desenvolvem completamente como nenhuma delas ou desenvolvem naturalmente uma combinação de ambas. Local: Canal do Youtube.

Sábado 04/12

Às 14h – Caminhada da Diversidade.

Local de concentração: Calçadão da Andrade Neves esquina com Voluntários da Pátria.

Percorrerá diversas ruas centrais até o Largo de Portugal, na antiga Estação Férrea de Pelotas, onde será inaugurada a pintura nas cores da diversidade na passarela que passa sobre o leito da viação férrea, fazendo ligação ao bairro Simões Lopes.

Domingo 5/12

Publicidade

Às 16h – Parada da Diversidade.

Local: Theatro Guarany.

Com público limitado a 300 pessoas, os ingressos para a Parada serão distribuídos no dia do evento, a partir do meio-dia, na portaria do Guarany, mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível. O evento respeitará as normas de segurança da pandemia do novo coronavírus, com distanciamento social, uso de máscaras dentro do theatro – somente os apresentadores e artistas poderão ficar sem máscaras enquanto estiverem no palco – e será exigida a apresentação de comprovante de vacinal na entrada. 

A Parada terá cinco apresentadores: Marcia Monks, as drag queens Abigail Foster e Cassie, o ator Raquim e a cantora Colibrisa. O evento será transmitido pelo canal do YouTube.

***

A Semana da Diversidade é uma realização da ONG Vale a Vida; Organização da Sociedade Civil (OSC) Gesto; Grupo Também; Coletivo Juliana Martinelli; Núcleo de Gênero e Diversidade da Universidade Federal de Pelotas (Nugen-UFPel); Núcleo de Gênero e Diversidade do Instituto Federal sul-rio-grandense (Nuged-IFSul); Grupo Autônomo de Mulheres de pelotas (Gamp) e Conselho de  Direitos da Cidadania LGBT de Pelotas.

Publicidade
Publicidade
Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Especial

Covid: Pelotas tem mais de 1000 infectados e ocupação de UTI chega a 97,7%

Publicado

on

Pelotas registrou 1009 infectados pela covid nas últimas 24 horas, maior registro diário até hoje. E três pessoas morreram. Dois idosos e um garoto de 12 anos de idade.

Pelotas chega a 1278 mortos pela doença.

5682 infectados estão isolados em casa.

94.7% dos 19 leitos de UTI estão ocupados.

45.2% dos 42 leitos de enfermaria estão ocupados.

Publicidade
Continue Reading

Brasil e mundo

Morre, aos 91 anos, a cantora Elza Soares

Publicado

on

A música brasileira perdeu uma de suas vozes mais representativas. A cantora Elza Soares morreu hoje (20), em sua casa, de causas naturais, aos 91 anos de idade. Nessa mesma data, em 1983, morria o grande amor de Elza, o jogador de futebol Mané Garrincha. Ainda não há informações sobre o velório da artista.

Em comunicado divulgado no Facebook da cantora e assinado por assessores e familiares, a morte foi comunicada aos fãs:

“É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais. Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação. A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim”, conclui o comunicado.

Nascida no dia 23 de junho de 1930, no Rio de Janeiro, na favela da Moça Bonita, atualmente Vila Vintém, no bairro de Padre Miguel, zona norte da cidade, a menina Elza Gomes da Conceição veio de uma família humilde e ainda pequena mudou-se para um cortiço no bairro da Água Santa, onde foi criada.

Elza Soares começou a carreia artística fazendo um teste na Rádio Tupi, no programa “Calouros em desfile”, de Ary Barroso, e conquistou o primeiro lugar. Após o concurso ela fez um teste com o maestro Joaquim Naegli e foi contratada como crooner (cantor de orquestra ou conjunto musical) da Orquestra Garam de Bailes, onde trabalhou até 1954, quando engravidou. No ano seguinte, voltou a cantar na noite e em 1960 lançou seu primeiro disco, Se Acaso Você Chegasse e, em 1962, seu segundo LP, A Bossa Negra.

Em 1962, Elza fez apresentações como representante do Brasil na Copa do Mundo no Chile, onde conheceu Louis Armstrong (representante artístico dos Estados Unidos), que lhe propôs fazer carreira nos EUA. Neste mesmo ano ela conheceu Garrincha, com quem se casaria e teria um relacionamento conturbado.

Elsa Soares fez carreira no samba, mas também transitou do jazz ao hip hop, passando pela MPB, lançando 36 discos na carreira. Ela foi eleita, em 1999, pela Rádio BBC de Londres como a cantora brasileira do milênio. A escolha teve origem no projeto The Millennium Concerts, da rádio inglesa, criado para comemorar a chegada do ano 2000. Além disso, apareceu na lista das 100 maiores vozes da música brasileira elaborada pela revista Rolling Stone Brasil.

Publicidade

A cantora também ganhou diversos prêmios como três prêmios Grammy Latino e dois WME Awards e, em 2020, foi tema do enredo da Escola de Samba Mocidade Independente de Padre Miguel.

Continue Reading

Brasil e mundo

Covid-19: testes rápidos estão incluídos nos planos de saúde

Publicado

on

Já está em vigor a Resolução Normativa 478, publicada hoje (20) no Diário Oficial da União (DOU) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que inclui os testes rápidos de covid-19 na lista de coberturas obrigatórias para beneficiários de planos de saúde. A inclusão do exame para detecção de antígeno SARS-CoV-2 (coronavírus covid-19) foi aprovada em reunião extraordinária da diretoria colegiada da ANS, realizada na noite de ontem (19).

Segundo informou a ANS, o teste será coberto para os beneficiários de planos de saúde com segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência e será feito nos casos em que houver indicação médica, para pacientes com Síndrome Gripal (SG) ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), entre o primeiro e o sétimo dia de início dos sintomas.

A decisão levou em conta a circulação e o rápido crescimento de casos relacionados à nova variante Ômicron, definida como variante de preocupação pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 26 de novembro do ano passado. O diretor-presidente da ANS, Paulo Rebello, avaliou que além de mais acessível e de fornecer resultados mais rápidos, o teste de antígeno “pode ampliar a detecção e acelerar o isolamento, levando a uma redução da disseminação da doença e, por consequência, a uma diminuição da sobrecarga dos serviços laboratoriais. Ao mesmo tempo em que tomamos a decisão responsável de manter o acesso ao padrão ouro de diagnóstico, o RT-PCR”.

A orientação dada pela ANS é que o beneficiário consulte a operadora do seu plano de saúde para informações sobre o local mais adequado para a realização do exame ou para esclarecimento de dúvidas sobre diagnóstico ou tratamento da doença. Lembrou também que a cobertura do tratamento aos pacientes diagnosticados com a covid-19 já é assegurada aos beneficiários de planos de saúde.

Teste

O exame incluído no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS é o “Teste SARS-COV-2 (coronavírus covid-19) – teste rápido para detecção de antígeno”. A ANS reforçou que a cobertura “será obrigatória quando o paciente apresentar Síndrome Gripal (SG) ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), entre o 1° dia e 7° dia desde o início dos sintomas”. A resolução salienta que as solicitações médicas que atendam às condições estabelecidas na Diretriz de Utilização (DUT) devem ser autorizadas de forma imediata.

A agência esclareceu que a Síndrome Gripal (SG) é atribuída ao paciente com quadro respiratório agudo caracterizado por pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos. Em crianças, além dos sintomas citados, os pais ou responsáveis devem considerar também obstrução nasal, na ausência de outro diagnóstico específico. Em idosos, critérios específicos de agravamento devem ser levados em consideração, entre os quais síncope, confusão mental, sonolência excessiva, irritabilidade e inapetência. Na suspeita de covid-19, a febre pode estar ausente e sintomas gastrointestinais (diarreia) podem estar presentes.

A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), por sua vez, é atribuída ao paciente com Síndrome Gripal (SG), que também apresente desconforto respiratório ou pressão persistente no tórax, ou ainda saturação de oxigênio menor que 95% em ar ambiente, coloração azulada dos lábios ou rosto. Em crianças, além dos sintomas já mencionados, devem ser observados os batimentos de asa de nariz, cianose (cor azulada ou acinzentada da pele, das unhas, dos lábios ou ao redor dos olhos), tiragem intercostal (retração da musculatura entre as costelas durante a inspiração), desidratação e inapetência.

Publicidade

Estão excluídos da resolução 478 da ANS os contactantes assintomáticos de caso confirmado; crianças com idade igual ou inferior a 24 meses; pessoas que tenham realizado, há menos de 30 dias, RT-PCR ou teste rápido para detecção de antígeno para SARS-CoV-2 cujo resultado tenha sido positivo; indivíduos cuja prescrição objetive rastreamento da doença, retorno ao trabalho, controle de cura ou suspensão de isolamento.

Continue Reading



Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em alta