• Água mais cara em setembro

    O diretor do Sanep, Jacques Reydams, informou que a conta de água vai ficar 3,94% mais cara a partir de 1º de setembro. Será o segunda elevação da conta neste ano na cidade. O primeiro aumento ocorreu em janeiro - de 6,59%.

  • Se Amaral é homofóbico, Lula seria o quê?

    O presidente do PT local, Luciano Lima, considerou a fala do vereador Rafael Amaral, do PP ("tu" - referindo-se ao vereador Marcos Ferreira - "tem paixão recolhida pelo prefeito Eduardo Leite") como homofóbica.

    O que será que Lima diria de Lula, que, numa das últimas vezes que esteve aqui, chamou os pelotenses de "viados".



  • PT pelotense escolheu má hora para 'mostrar vida'

    PT local diz que vai entrar com pedido de quebra de decoro contra o vereador Rafael Amaral (PP), por este ter criticado a deputada petista Maria do Rosário e o vereador Marcos Ferreira. Amaral chamou Rosário de "sem-vergonha, defensora de estupradores e traficantes" e disse que "Ferreira tinha paixão recolhida pelo prefeito Eduardo Leite".

    Duas impressões: 1) O PT parece ter começado a campanha eleitoral de 2016, tentando chamar atenção sobre si. 2) Para isso, escolheu a hora errada, logo no momento em que o nome da deputada Miriam Marroni aparece numa lista de supostos beneficiários de doações da Engevix, prestadora de serviço da Petrobras. A lista de políticos do PT destinatários das doações foi passada à Polícia Federal pelo vice-presidente da Engevix. Os procuradores sustentam que as doações, legais na forma, eram feitas com dinheiro desviado por superfaturamento de contratos.

  • O perigo para Miriam

    Se for confirmado que, no depoimento do vice-presidente da Engevix, Gerson Almada, a menção a Miriam (Região Pelotas/RS) se refere a Miriam Marroni, do PT, a situação da hoje deputada estadual e prefeiturável em 2016 deve se complicar para suas pretensões políticas.

    O Estadão, autor da matéria, diz sobre o depoimento de Gerson Almada:

    Gerson de Mello Almada revelou aos investigadores da operação Lava Jato que encaminhou uma lista indicando políticos do PT para receberem doação da empresa ao lobista Milton Pascowitch, apontado como operador de propinas da empreiteira e que decidiu fazer acordo de delação premiada na Lava Jato. O empreiteiro, contudo, disse não se recordar se a doação aos políticos da sigla foi abatida das “comissões” que ele devia a Pascowitch.

  • O depoimento de Almada, na íntegra. A menção a Miriam aparece na última linha da terceira folha

  • O documento da PF com menção a "Miriam Pelotas RS"

    A menção ao nome "Miriam (Região de Pelotas/RS)" aparece como beneficiária de dinheiro pago pelo vice-presidente da Engevix, Gerson Almada, a um operador de propina que tinha por missão repassar a verba a políticos do PT. A menção a Miriam aparece na última linha do documento abaixo, uma das folhas do depoimento prestado por Almada à Polícia Federal.

    Na última linha da terceira filha, o nome Miriam
  • Miriam recebeu doações da UTC e da Andrade Gutierrez, cujos donos foram presos por doar $ sujo desviado da Petrobras

    A declaração da campanha de Miriam Marroni (PT) a deputada estadual em 2014 não registra repasses da Engevix Engenharia. Os registros mostram doações da UTC Engenharia (R$ 47.500,00) e Andrade Gutierrez (R$ 37.250,00), cujos proprietários foram presos na Operação lava Jato.

    Os procuradores da República afirmam que os empreiteiros fizeram doações formalmente legais, mas com dinheiro sujo - ou seja - desviado em sobrepreços em contratos com a Petrobras.

  • Miriam se defende, mas diz desconhecer repasse de Engevix

    Gerson Almada entregou lista à PF

    Assessoria de Miriam Marroni explica o aparecimento da menção à Miriam (região de Pelotas/RS) na lista de políticos do PT que receberam dinheiro da Engevix, prestadora de serviço da Petrobras:

    “No período de campanha eleitoral recebi doações de algumas empresas, todas devidamente declaradas, inclusive as recebidas via diretório nacional. Minha prestação de contas foi integralmente aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral. Não possuo conhecimento de lista alguma e reitero que as doações recebidas via diretório nacional do PT foram declaradas e aprovadas”.

  • Miriam Marroni pode estar envolvida na Lava Jato

    Miriam Marroni

    O vice-presidente da Engevix Engenharia, Gerson de Mello Almada, que está preso em Curitiba, envolvido na Operação Lava Jato, apresentou à Polícia Federal uma lista de políticos do PT a quem fez doações para campanha. Um deles é o nome Miriam (“região de Pelotas/RS”), sugerindo se tratar da deputada estadual Miriam Marroni (PT).

  • Veneno vermelho no bate-boca na Câmara

    Última atualização: 20h39 de 29/07/2015

    O bate-boca entre os vereadores Marcos Ferreira, do PT, e Rafael Amaral, do PP (veja no post abaixo), está rendendo "politicamente". Até o presidente do PT local, Luciano Lima, vem a público emitir uma nota, com trechos publicados no Diário Popular.

    A menção descabida à homofobia
    Na nota, Lima acusa Amaral de ter sido "homofóbico" ao dizer, em bate-boca em plenário, que Ferreira tem paixão recolhida pelo prefeito Eduardo Leite.

    Classificar a fala de homofóbica é, a rigor, um equívoco. Amaral não ofendeu moralmente ninguém. Afinal, verdade ou não, paixão não é ofensa.

    DP e a insinuação não explicada
    A rigor, quando analisamos o sentido das palavras, não houve nem mesmo insinuação de homofobia por parte de Ferreira, quando disse "eu vou partir pra cima do prefeito e o senhor até gosta que vão para cima do senhor". Apesar de a repórter do DP escrever (veja verbo sublinhado acima) que a afirmação do petista havia sido uma "insinuação", vale perguntar: se foi insinuação, faltou explicar qual, pois houve quem tenha interpretado, por exemplo, que o prefeito não tem medo de briga.

    Sendo assim, a nota de Luciano Lima se referindo à homofobia, foi desnecessária, pois não teve, objetivamente, relação com os fatos. A relação feita por Lima, sabe-se lá por qual motivo, só pode ser explicada por ele.

    LEIA MAIS

    Bate-boca de 'amor-perfeito' na Câmara


  • Bate-boca de 'amor-perfeito' na Câmara

    Amor-perfeito

    O escritor Mario Vargas Llosa, que tentou ser presidente de seu país, o Peru, mas perdeu para Alberto Fujimori, diz que "a política mobiliza o pior dos seres humanos".

    Em discurso na tribuna na Câmara, o vereador do PT Marcos Ferreira, criticando a gestão do prefeito Eduardo Leite, disse, referindo-se ao tucano: "Eu vou para cima do senhor e o senhor até gosta que vão para cima do senhor".

    Interferindo em favor do prefeito, o vereador Rafael Amaral, do PP, respondeu a Ferreira que o colega teria uma "paixão recolhida" pelo prefeito.

    Os termos do bate-boca, que se estendeu, já foram parar na imprensa.

    LEIA MAIS

    Veneno vermelho no bate-boca na Câmara de Vereadores

  • Simões Lopes Neto e os nuca-rapadas (parte 2/4)

    A. F. Monquelat

    O que, em resumo, disseram os escravos foi: que eles haviam sido convocados para esse levante; que os principais aliciadores do levante eram os escravos do Sr. Manoel Rodrigues Valadares e, em especial os da charqueada do Sr. Manoel Batista Teixeira, e que alguns outros escravos da cidade, inclusive um, de certo cuteleiro [fabricante ou vendedor de instrumentos de corte] e outro, de certo ferreiro, estavam também envolvidos, inclusive se comprometendo a abrirem, na hora aprazada, as portas da casa seus senhores a fim de que os revoltosos se abastecessem de armas que ali houvessem em condições para o evento. E acrescentaram que todos os negros conjurados deviam ser conhecidos pela nuca rapada, que era o sinal distintivo que usavam os envolvidos na rebelião.

  • Petista Lindenmeyer sente o golpe

    O polo naval de Rio Grande, que chegou a produzir 24 mil empregos em 2013, viu cair, hoje, a menos da metade o número de contratados, como resultado da crise decorrente da Operação Lava Jato, da crise econômica brasileira e da retração geral da economia. Por mais que tente explicar a crise local, o prefeito de Rio Grande, petista Alexandre Lindenmeyer, deverá pagar essa fatura na eleição de 2016, se vier a tentar a reeleição. Seu partido, PT, está no epicentro da crise.
  • A convocação musical para o adeus à Dilma

    16 de agosto vem aí.

  • Dilma não existe

    Em discurso no lançamento do programa Pronatec Jovem Aprendiz na Micro e Pequena Empresa, Dilma Rousseff confirma que 'não existe'. Disse: "Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas, quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta". Ou seja, prometeu o dobro do nada.


  • Me ajuda aí, ô

    Folha informa que Datena, o apresentador de programas policiais conhecido, entre outros, pelo bordão "me ajuda aí, ô", será candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PP.

  • Estacionamento rotativo sobe 12,27%

    O preço do estacionamento rotativo vai subir 12,27%, a partir de sábado (1º). O reajuste, pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), é previsto no contrato entre a prefeitura e a empresa prestadora do serviço.  A tarifa de uma hora passa de R$ 1,50 para R$ 1,70. O preço do aviso de irregularidade (“Tarifa pós-utilização”) vai de R$ 6,00 para R$ 6,80. Já o do aviso de irregularidade (“Tarifa sem ticket”) e o da coletora de entulho aumentam de R$ 10,00 para R$ 11,50. O parquímetro foi inaugurado em agosto de 2013.

  • Dólar parece buscar plutão

    Dólar chegou em R$ 3,40. Há quem aposte que logo vai bater nos R$ 4.

  • Procurador da Lava Jato faz apelo ao País

  • Pelotas, apesar da propaganda, assassinou 49 só nesse ano

    Prefeitura veiculou ontem na imprensa e na RBS/TV, em horário nobre, durante o Jornal Nacional, uma propaganda afirmando que Pelotas "se tornou uma cidade moderna, segura e inclusiva".

    Pois uma das chamadas de capa do Diário Popular desta terça é: "Vigilante é morto com oito tiros na cabeça" - logo ali, no Capão do Leão. Pelotas teve 49 homicídios só neste ano. Dois dos últimos cinco ocorreram na esquina da Avenida Bento Gonçalves com Santa Tecla.

  • O Amigos vai tomar um novo rumo. Eu também

    Rubens Filho

    Logo do meu site pessoal

    Nesta semana, deixarei de trabalhar no site Amigos de Pelotas. Eventualmente, poderei colaborar com material, mas não mais farei parte da rotina diária do produto.

    A partir de agora vou concentrar minha produção pessoal em outro site, por ora no seguinte endereço provisório: www.rubensfilho.kinghost.net

  • Em nota, prefeitura comemora 'adesão do PMDB'

    Prefeito Eduardo Leite (PSDB) comemora adesão do PMDB ao governo municipal. Abaixo, nota oficial da prefeitura:

  • 16 de agosto, dia dos que cansaram de ser roubados

    Vídeo de convocação para a manifestação nacional contra a roubalheira no Brasil.

  • Para quem anda com saudade do verão

    Daniel Giannechini

  • Uma observação ao caso da professora desaparecida

    Rubens Filho

    Hesitei até publicar este texto, com medo de ser mal interpretado. Espero colaborar, com ele. Um fato chamou minha atenção no caso do desaparecimento da professora Cláudia Hartleben, da UFPel.

    Cláudia Hartleben
<
123...105
>