Connect with us

Pelotas & RS

Enfermeiros da Santa Casa decidem por greve a partir de 2ª feira

Publicado

on

Os enfermeiros da Santa Casa decidiram entrar em greve na próxima segunda-feira, sem previsão de término.

Eles se juntam a técnicos de enfermagem e pessoal da Copa.

A SC diz que tem recebido apenas duas internações por dia, mais não dá.

37 leitos estão ociosos, que estão deixando de receber gente do Pronto Socorro.

Cirurgias sõ são feitas quando é caso de urgência e emergência, as demais são adiadas.

Cirurgias não de emergência e urgência tb, em alguns casos, deixaram de ser feitas, nas áreas de Traumatologia e Bariátrica (redução de estômago etc).

Publicidade

Reclamam os grevistas de atrasos frequentes nos salários.

Faltam tb materiais básicos, como luvas e fios de sutura.

O provedor da Santa Casa, Lauro Melo, que apesar do título, não prove só, diz que o governo do Estado não fez nenhum repasse de uma dúvida acumulada segundo ele de R$ 1,4 milhão.

O governo Leite reconhece dívida de R$ 400 mil, mas não mandou nenhum real mesmo desse montante.

A coisa revela num impasse.

Profissionais enfermeiros não deveriam poder fazer greve

 

Publicidade

Impasse e greve na Santa Casa permanecem

Falta transparência fiscal no conflito entre Santa Casa e governo Leite

Santa Casa sob risco de intervenção judicial

Vídeo: Funcionários da Santa Casa fazem protesto

Funcionários da Santa Casa entram em greve

Prefeitura manda nota sobre fechamento da Traumatologia da Santa Casa

Governo Leite libera nota sobre crise na Santa Casa

Publicidade

Vídeo: Mulher denuncia lixo acumulado na Santa Casa

Santa Casa de Pelotas está sem dinheiro e fecha Traumatologia

Vídeo: Funcionários da Santa Casa fazem protesto por salários. ‘O provedor, cadê vc, eu vim aqui pra receber’

Publicidade
2 Comments

2 Comments

  1. Juana Fraga

    08/03/19 at 03:43

    Falta de humanidade e pagar tresvezes abaixo do piso salarial do enfermeiro, e nao colocar enfermeiros o suficiente para atender a todos, estando sempre abaixo do q a legislaçao pede. Falta de humanidade e negligenciar os pacientes, e fazer com q nós e eles corramos risco de vida. Vc precisa ser mais responsavel no que vc escreve. Pq nos enfermeiros precisamos sobreviver também, tambem temos direitos. Estudamos 5 anos de forma ferrenha pra prestar assistência de forma responsares, mas devemos ser reconhecidos por isso. Nem q seja fazendo o minimo que a legislação exige, coisa q a maioria das vezes nao e feita.

  2. Adriane

    07/03/19 at 21:55

    Em primeiro lugar, o anúncio 72h da paralização é um requisito legal para dar ciência a instituição e à população, não uma forma de ameaça.
    Em segundo lugar, ninguém vive de vento e amor, não se paga aluguel, escola, transporte, alimentação, etc com abraços e atenção, as pessoas precisam de dinheiro para isso, por isso trabalham e, sim, dão o seu melhor na profissão que escolheram abraçar. Então não venha com essa história de falta de humanidade na greve dos profissionais de enfermagem e da saúde em geral.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Especial

Hospital Escola recebe R$ 1,2 milhões e vai adquirir mamógrafo

Publicado

on

O Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) foi contemplado com uma parcela extra do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf) no valor de R$ 1.265.155,50.

Deste total, o valor de R$ 910.155,50 será destinado à aquisição de um novo mamógrafo para a instituição e R$ 355.000,00 serão destinados à continuidade da implementação da Gestão de Acesso do HE.

Esse recurso provém da redistribuição de valores não executados na rede, para hospitais que estão com processos licitatórios concluídos e com capacidade administrativa de executar o recurso. Essa aquisição é fruto do planejamento e eficiência administrativa do Hospital Escola da UFPel.

“O mamógrafo que será adquirido é um equipamento de ponta que traz mais qualidade ao exame de mamografia ofertado e aumento significativo na capacidade operacional, a fim de atender uma importante demanda da nossa população. Vamos contribuir fortemente na eliminação da lista de espera pelos exames de mamografia, essenciais para prevenção e tratamento do câncer de mama”, destacou a superintendente do HE, Samanta Madruga.

Conforme a gerente de atenção à saúde, Carolina Ziebell, atualmente o HE tem contratualizado com a Prefeitura de Pelotas via Sistema Único de Saúde (SUS), 600 mamografias por mês, porém tendo em vista que o aparelho atual está em via de desativação em função das atualizações tecnológicas que tornaram o equipamento defasado e antieconômico, a verba recebida será empenhada para um novo equipamento, inclusive com tecnologia mais avançada.

“Com a chegada deste novo aparelho teremos uma qualificação do exame, pois ele faz uma imagem com maior qualidade e retomaremos os 600 exames ao mês, podendo inclusive aumentar esta produção, se for o interesse do gestor municipal”, explicou Carolina.

Publicidade

O mamógrafo digital irá ser utilizado imediatamente após o recebimento e instalação, não sendo necessária qualquer ação de infraestrutura para o pleno funcionamento. Conforme a gerente administrativa, Daniele Zaffalon, a previsão de entrega é cerca de 120 dias.

Já a Gestão de Acesso é uma demanda antiga do Hospital Escola, que prevê a solução de tecnologia da informação com objetivo de dar segurança à instituição através da identificação no acesso das pessoas ao hospital, utilizando critérios pré-configurados e registrando todos os eventos relativos a esta atividade.

De acordo com o chefe do Setor de Planejamento, Mauro Calderipe, o HE foi o hospital que recebeu mais recursos extras dentro de toda rede, tendo em vista que o planejamento havia sido bem executado, com as licitações concluídas no tempo adequado e a capacidade de empenho dentro do tempo previsto.

Continue Reading

Especial

UFPel identificou autor da mensagem “Fora Bolsonaro” no Pave

Publicado

on

Nota da UFPel sobre mensagem de cunho político na prova do PAVE

A administração da Universidade tomou conhecimento, no último domingo (5), de inclusão em sua prova do Programa de Avaliação da Vida Escolar (PAVE) de formatação de caracteres em negrito compondo mensagem de cunho político na folha de instruções. (mensagem FORA BOLSONARO)

Cumpre informar à comunidade que a autoria da iniciativa já foi identificada, que não há qualquer indício de ofensa à integridade da prova e que já foi instaurado processo administrativo destinado à plena apuração dos fatos e responsabilidades.

A UFPel reitera seu compromisso com a comunidade universitária e regional com a transparência, integridade e regularidade de todos seus processos.

Continue Reading

Especial

O evento mais recorrente na vida do Trapiche

Publicado

on

Prefeitura informa que o Trapiche do Laranjal foi requalificado (foto).

Eis o evento mais recorrente na vida do nosso trapiche: ser recuperado com dinheiro privado da construção civil.

Trata-se de um evento de calendário: a cada bloco de meses, alguém aparece para bancar a obra, uma boa nova sempre estimada pela prefeitura.

O corte da fita no dia da inauguração é uma metáfora reversa. Na verdade, ao passar a tesoura, os parceiros na serial empreitada estreitam os laços entre si.

É compreensível a serialidade da obra. Muitos projetos na fila.

Dessa feita, não houve a animação de pandeiros nem churrasco.

Publicidade

Trapiche do Laranjal

Continue Reading

Mais lidas em três dias