Destinos

Há ocorrências predestinadas, como que inscritas no cosmos.

A folha cai.

A criança tropeça.

O velho se queixa.

O jovem acredita.

O povo protesta.

O político se justifica.

O artista não se conforma.

O jornalista refoga tudo.

E por aí vai…

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor. Abç.