Connect with us

Pelotas e RS

Supostas fraudes que resultaram em Operação da PF ocorreram no governo de Eduardo Leite

Publicado

on

Jornalista Luiz Carlos Freitas relembra nesta quinta-feira (7), em sua coluna no Diário Popular, parte importante da história que resultou ontem na Operação da Polícia Federal Dominus (“Propriedade”, em Latim).

Os policiais detiveram para depoimento o vereador Waldomiro Lima (PRB) e fizeram apreensões de documentos em sua casa e gabinete, bem como na casa e gabinete do vereador Ademar Ornel, do DEM.

Waldomiro pagou fiança de R$ 5 mil e foi liberado, para responder em liberdade.

No total, 10 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

Os policiais encontraram na casa de Waldomiro um revólver calibre 38 sem registro de posse; e, na casa de outro investigado, R$ 59 mil em espécie. Recolheram tudo, incluindo documentos e computadores.

Freitas lembra ainda que os supostos crimes apurados pela Polícia Federal ocorreram na gestão do então prefeito Eduardo Leite como prefeito.

Publicidade

Vereador Waldomiro Lima, a quem Eduardo Leite entregou a secretaria de Habitação, para ser comandada por afilhado do vereador

Alterando a reforma administrativa feita pelo prefeito Fetter – relembra Freitas – Eduardo leite recriou a Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária, que na gestão Fetter fora absorvida pela Secretaria de Justiça, e entregou a direção daquela a um indicado do vereador Waldomiro, o biólogo Ivan Vaz.

Segundo Freitas, a partir daí a Secretaria foi aparelhada com vários CCs indicados por Waldomiro e Ornel.

“A Secretaria foi transformada em balcão de comércio de votos em troca de apartamentos oriundos de projetos habitacionais e da regularização de lotes irregulares, aproveitando-se da carência e do desespero de parcelas pobres da população”, escreveu Freitas.

“A romaria de vítimas à sede da Secretaria era diária e intensa. Em 2016, ano da eleição municipal, o toma-lá-da-cá se intensificou, saíram unidades habitacionais novinhas, entraram promessas de votos aos borbotões”.

Freitas registra que “a regularização fundiária se tornou uma das bandeiras da gestão Leite, filão eleitoral, tudo feito às pressas, desobedecendo a Legislação. Exageraram na dose, despertaram a atenção e foram denunciados à justiça por coligações concorrentes”.

Na sequência, veio a eleição, Lima e Ornel foram reeleitos e a candidata de Leite, Paula Mascarenhas, foi eleita.

Prossegue Freitas:

“Diante da informação de que a denúncia chegara à Justiça, o prefeito Leite exonerou Ivan Vaz do cargo de secretário de Habitação e Regularização Fundiária, em dezembro de 2016, dias antes do final de seu governo. Era preciso sacrificá-lo e transformá-lo em bode expiatório. Vaz não gostou e, abandonado pelos parceiros, denunciou a tramoia”.

Publicidade

Resposta de Ivan Vaz

O Amigos de Pelotas buscou contato com Ivan Vaz.

Vaz enviou o texto abaixo:

“Saliento que, no período em que estive à frente da Secretaria (Habitação e Regularização Fundiária), não houve indicação de parentes e amigos do Vereador Waldomiro e de qualquer outro vereador de Pelotas (para receber unidades do MCMV).

Quando assumi a Secretária, já estava todo processo de seleção pronto, somente executamos o sorteio público com a Presença do Prefeito Municipal, outras autoridades convidadas, inclusive o Banco do Brasil.

Saliento que o noticiado na imprensa sobre delações ou qualquer outra situação envolvendo meu nome e diferente do que relato é inverdade, e vou procurar meus direitos de calúnia, difamação, injúria e danos morais”.

Publicidade
Publicidade
1 Comment

1 Comment

  1. Rogério

    07/06/18 at 14:17

    Aos poucos vai se revelando a verdadeira face de Eduardo Leite, o PSDB não leva mais meu voto.

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Especial

UCPel transfere temporariamente atendimentos do Campus Saúde

Publicado

on

Os pacientes dos ambulatórios de Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia do Campus Saúde da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) estão sendo atendidos em um novo endereço. Já está funcionando o Centro Acadêmico de Saúde (CAS), localizado na rua General Telles, n°868. A mudança, que deve durar cerca de um ano e meio, foi motivada pelas obras de ampliação do Campus Saúde, localizado no bairro Três Vendas.

O novo local ligado aos serviços de saúde prestados pela UCPel foi locado e está em funcionamento desde a segunda semana de janeiro. O prédio, que já foi um hotel, passou por uma reestruturação para receber os pacientes e também para garantir o exercício da prática acadêmica.

O Escritório Modelo de Engenharia e Arquitetura da Católica (EMEA/UCPel), foi o responsável pelas mudanças, entre elas, o deslocamento de mobiliário e equipamentos do Campus Saúde para o CAS. “No antigo ambiente de um restaurante foram criadas com divisórias as salas de professores, de espera, de estudos e lounge para alunos e docentes. Também estamos instalando ventiladores e condicionadores de ar, além de bebedouros”, relata a gerente de Infraestrutura e do EMEA, Débora Bourscheid. O prédio possui quatro andares, mas o CAS está ocupando apenas os três primeiros.

Estrutura

Segundo a gerente administrativa do curso de Medicina da UCPel, Daiane Dias, o Centro Acadêmico de Saúde possui:

– 30 consultórios;

Publicidade

– 6 salas de estudos;

– 2 postos de enfermagem;

– 1 sala de professores;

– 1 sala de microscópios; e, 

– 1 lounge para alunos e professores.

Além das áreas específicas para atendimento, a estrutura ainda é composta por sala de triagem, recepção, sala de espera central no andar térreo, espaços de espera nos demais andares, além de copa, vestiários e sanitários em todos os consultórios e salas de estudo. 

Orientações à população

Publicidade

Assim como a equipe de funcionários, docentes e professores que atuavam no Campus Saúde, foi mantida, os horários de atendimento à população também são os mesmos – das 7h às 17h, de segunda à sexta-feira. O responsável pela gestão do Ambulatório do Campus da Saúde, Brenno Victoria, explica que a população atendida pelas especialidades atingidas pela mudança será encaminhada pela Secretaria Municipal de Saúde ao novo endereço e os retornos serão agendados pelo setor administrativo do CAS. Quem tiver dúvidas pode ligar para (53)21288500, ramais 3080 e 3081.

Continue Reading

Especial

Covid / Prefeitura diz: “Caso necessário, reativaremos leitos em hospitais”

Publicado

on

Consultada pelo Amigos, a prefeitura respondeu:

A Secretaria de Saúde mantém contato com os hospitais para que, caso seja necessário, possa reativar leitos clínicos e de UTI, mas essa reabertura não é tão rápida, pois envolve uma série de fatores, como a disposição de espaço e de equipes médicas de retaguarda, que precisam ser exclusivas para atender pacientes Covid e também de financiamento federal. Caso isso aconteça, será divulgado.

Continue Reading

Pandemia

Pelotas tem recorde de infectados: 1314 em 24 horas. Todos os leitos estão ocupados

Publicado

on

Pelotas registrou nesta quarta-feira (26) o maior número de infectados pela covid em 24 horas, desde o começo da pandemia: 1314.

A ocupação dos 16 leitos de UTI está em 100%.

Já a ocupação de leitos de enfermaria está, segundo o painel covid da prefeitura, disponível na internet, em 105,2%.

8.560 pessoas estão isoladas em casa.

Consultada pelo Amigos, a Prefeitura diz:

A Secretaria de Saúde pelotense mantém contato com os hospitais para que, caso seja necessário, possa reativar leitos clínicos e de UTI, mas essa reabertura não é tão rápida, pois envolve uma série de fatores, como a disposição de espaço e de equipes médicas de retaguarda, que precisam ser exclusivas para atender pacientes Covid e também de financiamento federal. Caso isso aconteça, será divulgado.

Publicidade
Comitê UFPel alerta para necessidade de medidas extras para enfrentar covid em Pelotas

Continue Reading



Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em alta