Connect with us

Pelotas e RS

Vereadora que buscou emenda para castra-móvel lamenta ‘perseguição’

Publicado

on

A vereadora Cristina Oliveira está inconformada.

Há alguns dias, ela subiu à tribuna para reclamar do que chamou de “perseguição política” por parte da prefeitura. É o que ela tem repetido abertamente quando lhe perguntam pelo castra-móvel, para o qual ela conseguira uma emenda de R$ 190 mil.

O castra-móvel é um veículo. Ele seria guiado pela cidade, em direção sobretudo aos bairros pobres, onde o abandono de animais é maior, assim como a desinformação sobre os riscos à saúde que podem ser causados pela circulação de cães e gatos sem dono e sem cuidado.

Cristina contou ao site que informou à prefeita, durante reunião, que buscava a aprovação da emenda para a compra do castra-móvel. Que o dinheiro saiu. Mas que a prefeitura o utilizou para outro fim.

Filiada ao PDT, partido de oposição, Cristina é protetora de animais (cuida, em sua própria casa, de mais de 50 cães).

Ela ficou frustrada com o desfecho e mantém a certeza de “perseguição política”, porque diz que, embora procure colaborar com a prefeitura nas causas de interesse da cidade, exercita sem concessões, como vereadora, o papel de fiscal do Executivo.

Publicidade

“Procuro ser justa. Por isso, também ocorre de eu levar denúncias ao Ministério Público e a prefeitura ser chamada pelos promotores a prestar explicações. Eles foram chamados umas três vezes , daí ei acreditar que seja perseguição. Eu acredito que seja má-fé”.

SURPRESA

Cristina conta que ficou surpresa quando foi pedir explicações oficiais pelo não uso da verba da emenda para o castra-móvel.

“Ana Costa (diretora na Secretaria de saúde) me disse que a emenda prevendo o aporte de R$ 190 mil havia sido cadastrada para outro fim. Fiquei surpresa, inclusive, porque ela respondeu que não sabia de quem era a emenda (do deputado Pompeu de Mattos), que não tinha como cadastrar o castra-móvel porque não existe rubrica de castra-móvel na Saúde. Depois me disseram que a rubrica viera errada. “Ora, o castra-móvel é uma ação de saúde. Animais abandonados transmitem doenças. Vá até os bairros pra ver”.

Publicidade
Clique para comentar

Obrigado por participar. Comentários podem ser rejeitados ou ter a redação moderada. Escreva com civilidade, por favor.

Especial

UCPel transfere temporariamente atendimentos do Campus Saúde

Publicado

on

Os pacientes dos ambulatórios de Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia do Campus Saúde da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) estão sendo atendidos em um novo endereço. Já está funcionando o Centro Acadêmico de Saúde (CAS), localizado na rua General Telles, n°868. A mudança, que deve durar cerca de um ano e meio, foi motivada pelas obras de ampliação do Campus Saúde, localizado no bairro Três Vendas.

O novo local ligado aos serviços de saúde prestados pela UCPel foi locado e está em funcionamento desde a segunda semana de janeiro. O prédio, que já foi um hotel, passou por uma reestruturação para receber os pacientes e também para garantir o exercício da prática acadêmica.

O Escritório Modelo de Engenharia e Arquitetura da Católica (EMEA/UCPel), foi o responsável pelas mudanças, entre elas, o deslocamento de mobiliário e equipamentos do Campus Saúde para o CAS. “No antigo ambiente de um restaurante foram criadas com divisórias as salas de professores, de espera, de estudos e lounge para alunos e docentes. Também estamos instalando ventiladores e condicionadores de ar, além de bebedouros”, relata a gerente de Infraestrutura e do EMEA, Débora Bourscheid. O prédio possui quatro andares, mas o CAS está ocupando apenas os três primeiros.

Estrutura

Segundo a gerente administrativa do curso de Medicina da UCPel, Daiane Dias, o Centro Acadêmico de Saúde possui:

– 30 consultórios;

Publicidade

– 6 salas de estudos;

– 2 postos de enfermagem;

– 1 sala de professores;

– 1 sala de microscópios; e, 

– 1 lounge para alunos e professores.

Além das áreas específicas para atendimento, a estrutura ainda é composta por sala de triagem, recepção, sala de espera central no andar térreo, espaços de espera nos demais andares, além de copa, vestiários e sanitários em todos os consultórios e salas de estudo. 

Orientações à população

Publicidade

Assim como a equipe de funcionários, docentes e professores que atuavam no Campus Saúde, foi mantida, os horários de atendimento à população também são os mesmos – das 7h às 17h, de segunda à sexta-feira. O responsável pela gestão do Ambulatório do Campus da Saúde, Brenno Victoria, explica que a população atendida pelas especialidades atingidas pela mudança será encaminhada pela Secretaria Municipal de Saúde ao novo endereço e os retornos serão agendados pelo setor administrativo do CAS. Quem tiver dúvidas pode ligar para (53)21288500, ramais 3080 e 3081.

Continue Reading

Especial

Covid / Prefeitura diz: “Caso necessário, reativaremos leitos em hospitais”

Publicado

on

Consultada pelo Amigos, a prefeitura respondeu:

A Secretaria de Saúde mantém contato com os hospitais para que, caso seja necessário, possa reativar leitos clínicos e de UTI, mas essa reabertura não é tão rápida, pois envolve uma série de fatores, como a disposição de espaço e de equipes médicas de retaguarda, que precisam ser exclusivas para atender pacientes Covid e também de financiamento federal. Caso isso aconteça, será divulgado.

Continue Reading

Pandemia

Pelotas tem recorde de infectados: 1314 em 24 horas. Todos os leitos estão ocupados

Publicado

on

Pelotas registrou nesta quarta-feira (26) o maior número de infectados pela covid em 24 horas, desde o começo da pandemia: 1314.

A ocupação dos 16 leitos de UTI está em 100%.

Já a ocupação de leitos de enfermaria está, segundo o painel covid da prefeitura, disponível na internet, em 105,2%.

8.560 pessoas estão isoladas em casa.

Consultada pelo Amigos, a Prefeitura diz:

A Secretaria de Saúde pelotense mantém contato com os hospitais para que, caso seja necessário, possa reativar leitos clínicos e de UTI, mas essa reabertura não é tão rápida, pois envolve uma série de fatores, como a disposição de espaço e de equipes médicas de retaguarda, que precisam ser exclusivas para atender pacientes Covid e também de financiamento federal. Caso isso aconteça, será divulgado.

Publicidade
Comitê UFPel alerta para necessidade de medidas extras para enfrentar covid em Pelotas

Continue Reading



Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em alta